quarta-feira, 3 de maio de 2017

Fun time: Por dentro do universo de CHARON

Última atualização: 03/05/2017
Fofura e loucura, garotos cujos nomes terminam em "rou", coelhos que oferecem seus serviços de salvar o jogo para toda a nação... Isso mesmo, hoje falaremos sobre os jogos criados por CHARON.


"Este jogo contém violência e imagens grotescas.
Esta é uma história de ficção. 
Qualquer semelhança com algo é mera coincidência."

    E assim começa cada uma de suas obras. Menosprezados por abordar temas semelhantes e de maneira quase que repetitiva, os trabalhos de CHARON não são dos mais populares no meio Maker, porém não deixam de ser necessários para todo bom conhecedor do gênero horror na plataforma. E justamente essa é minha proposta para com esse post: fazer um bate-papo com outros fãs e simpatizantes de CHARON para discutirmos sobre suas criações juntos. E, para os que ainda não pousaram nesse mundo e terão seu primeiro contato com estas histórias por meio desse post: sejam bem-vindos! Minha intenção também é fazer breves análises dos títulos já criados, evitando spoilers e revelações sobre o enredo, com informações precisas e links para instalar caso haja o devido interesse. Então acomode-se, pegue a faca ou qualquer arma mais próxima e delicie-se com as loucas histórias de amor proporcionadas pela mente criativa e exótica de CHARON.

Mas quem é CHARON? 

     CHARON é um grupo de japoneses que começou a desenvolver jogos no RPG Maker (e, posteriormente, também no Wolf RPG Editor e TyranoBuilder, sendo essa última uma plataforma de visual novel) em 2013. Suas produções são voltadas para o drama trágico e terror psicológico, nas quais predomina um estilo visual novel com menos gameplay e mais história, além de múltiplos finais.  Abaixo estão informações gerais de cada jogo desse grupo já feito até o presente momento, com recomendações e opiniões expressas unicamente por mim. Conforme mais jogos desses autores forem sendo lançados e traduzidos, eu atualizarei essa postagem.

Mikoto Nikki (ou O Diário da Mikoto)


     Você está namorando a garota mais popular do colégio, mais bonita e mais inteligente, Mikoto, quando recebe um convite para ir à casa dela. Enquanto está ocupada preparando uma surpresa, o protagonista, Matarou, encontra pedaços do diário de Mikoto espalhados e descobre que por trás daquele rosto gentil há um segredo obscuro que pode revelar a verdadeira face da garota. Se isso o fará temê-la ou entendê-la, só depende de você.
     O título possui uma proposta genial sobre o perturbador lado que todos nós temos e optamos por esconder. Lançado em 2013 e com uma duração mínima de 40 minutos, este foi o primeiro jogo de CHARON trazido para o Brasil com a tradução da Mei para o português. Ainda que se passe inteiramente em uma casa pequena de quatro ou cinco cômodos, a cada página lida no diário sua insegurança naquele ambiente aumenta, criando uma sensação até claustrofóbica. Um terror psicológico muito bem explorado que, sem dúvidas, vai te deixar pensando nele após o final do jogo. Se você ainda não o experimentou e está a procura de algo bom para passar o tempo, não espere mais e vá jogar Mikoto Nikki o quanto antes.

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


Yanderella (ou Yanderela)


     Yanderella é um jogo onde você pode tirar a roupa das amiguinhas sobre triângulos amorosos divertido e incomum, no qual amor e amizade se entrelaçam de tal maneira que o menor puxão de um dos dois lados pode desencadear um encerramento brutal.
     Lançado em 2013, Yanderella reúne um romance simples e instigante com drama, violência, humor, (bastante) agonia e elementos de horror, levando de uma a duas horas de gameplay. Um dos mais esquisitos e memoráveis de CHARON, o título é altamente recomendado pelos fãs como principal base para entender a mente dos criadores e sua forma de produzir histórias recheadas de reviravoltas inesperadas.

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.
Postagem da Kanako sobre este jogo: clique aqui.


Mix Ore


     Nosso protagonista Kantarou acorda em uma cama de hospital com amnésia. À sua frente, uma xícara e uma garota sorridente. Porém, as intenções dela para estar ali são perversas e os motivos de sorrir podem ser ainda mais cruéis.
     Neste jogo, CHARON opta mais uma vez pelo convencional ao extravagante, reunindo histórias casuais a um estilo de jogo divertido e direto, que não cansa nem repete aspectos marcantes dos anteriores - e ainda te surpreende diversas vezes! A história de cada uma das três garotas que se envolvem com o protagonistas dura cerca de 15 minutos e leva a dois finais diferentes (sendo uma espécie de jogo "3 em 1" com seis finais). No mesmo estilo visual novel dos anteriores, Mix Ore cria personagens originais com características próprias bem demarcadas e ainda se mostra capaz de causar os mais diversos sentimentos nos jogadores, sendo um título digno de respeito e mais um brilhante trabalho de CHARON.

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


Millefiori


     Quatro meses após Mix Ore ser lançado, ainda em 2013, alguém que atende pelo nome "Downer" cria um fangame focado apenas no caso da jovem Rikana Millefiori, a loirinha vigarista do título anterior de CHARON, e nos motivos que ela teria para fazer o que fez com Kantarou. Assim surge Millefiori, o único  desta lista que não foi criado por CHARON, mas sim baseado em um trabalho desses autores.
     Quando joguei Mix Ore, tive um surto com a história da Ayano e quase caí da cadeira com a da Nagisa, mas a de Rikana me deixou um pouco decepcionado, não atingindo minhas expectativas. Afinal, sua trama é a única que envolve mais conflitos financeiros do que sentimentais. Faltava algo na dela para me surpreender como a das outras garotas fez. E Downer acerta em cheio ao colocar este elemento faltante em Millefiori, tornando a história de Rikana interessantíssima e merecedora da atenção dos fãs de Mix Ore.
    Caso você seja uma dessas pessoas, recomendo que instale Millefiori agora mesmo. Caso contrário, este jogo não trará grandes emoções para sua vida, porém também não lhe decepcionará.

NOTA: 

Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Download em chinês ou coreano.


Makoto Mobius


     Watarou é um estudante que senta ao lado de Makoto na classe. Os dois não se conheciam direito até que, certa vez, a garota pergunta a ele se estaria melhor morta (Makoto del Rey) e, no dia seguinte, simplesmente morre. Nem sua melhor amiga, Mikio, sabe o motivo ou a causa de sua morte, porém ela está disposta a descobrir. Assim, junto a Watarou, Mikio usa uma fita de Mobius para enviar o jovem a um loop na realidade de Makoto a fim de tentar salvá-la de seu destino.
   A sinopse é um pouco confusa, mas após jogar por algum tempo você rapidamente começa a entender a situação na qual está inserido. Levando por volta de uma hora pra ser concluído, esta combinação perfeita de drama e mistério com um sutil terror psicológico aliado a personagens apaixonantes faz de Makoto Mobius um jogo inesquecível e digno de aplausos. 

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


You, Me & Empty Words
(ou Você, Eu & Palavras vazias)


     Definido como "um pedaço de lixo feito em três dias" por seus criadores, esse jogo de 2013 baseado em uma história real se mostra uma experiência muito mais singela do que isso, por falar de temas como confiança e respeito. Apesar de possuir dois finais diferentes e poder completá-los em só quinte ou vinte minutos totais, o tempo passa voando a partir do momento em que você clica em "Start" e mergulha de cabeça nessa história.
     A trama gira em torno da amizade de dois estudantes, Shintarou e Akino (sendo este segundo o ruivinho presente na tela de título, vide imagem acima), que, apesar de não serem nada sociáveis e um pouco esquisitos, acabam se tornando amigos. O desenvolvimento dos personagens é muito bom e a relação que os dois mantém é encantadora desde o início. As músicas não contribuem tanto para criar uma atmosfera dramática e tensa como nos outros títulos desses autores, mas o som de piano no fundo me agradou.
     Esse é, de longe, o trabalho de CHARON que mais se assemelha a uma visual novel. Ou melhor, ele é uma visual novel. Recomendo que você não jogue You, Me and Empty Words se ainda não tiver jogado nada desse grupo, pois o estilo pode te entediar para uma primeira vez e te fazer desistir logo de cara. Curto e interessante, mas cabe a você decidir se vale a pena instalar os 15 MB ou não para ler um adorável drama existencial juvenil.

NOTA: 

Download em Português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


The Dark Side of Red Riding Hood
(ou O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho)


     O único jogo de CHARON que foge totalmente de seu padrão, já que a história não envolve amor juvenil, yandere, amizade, traição ou descobrimento de segredos amargos. Pelo contrário, a proposta é muito mais simples: guiar Chapeuzinho Vermelho até a casa de sua avó doente através da floresta.
    Se você nunca jogou nada desses autores, recomendo sinceramente que comece por este. Os outros trabalhos de CHARON ficaram conhecidos como visual novels pelo modo como os diálogos e conversas eram apresentados, mas O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho é um jogo genuíno, onde movimenta-se a protagonista por mapas, a faz verificar itens e interagir com o cenário. Enfim, você realmente joga, ao invés de só ficar lendo conversas entre garotas e seus namorados (por isso é até difícil relacionar este trabalho com outros do mesmo grupo, já que esse conto macabro da Chapeuzinho Vermelho é verdadeiramente fora dos padrões CHARON, porém com a mesma qualidade artística).
     Algo interessante sobre sua história é o fato de que nenhum detalhe fica evidente, deixando a trama implícita para o jogador. Uma narrativa perturbadora e envolvente ao extremo, impossível de ser jogada sem se chocar ao pegar um dos seis finais nos 30 minutos (em média) de gameplay. Instale O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho o quanto antes e vá visitar a vovó doente do outro lado da floresta. Mas cuidado com o lobo...

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


Shihori Escape


     Um outro nome para Shihori Escape pode ser "Mikoto Nikki 2", já que a jogabilidade dos dois é quase idêntica: andar pela casa procurando pedaços de papel escondidos. A história é sobre um casal aparentemente saudável: o sensível Kitarou e a insegura Shihori; ambos precisando do amor do outro para sobreviver. Por isso, talvez ele seja o inseguro e ela seja sensível. Ou talvez o contrário. Ou não.
     Para o primeiro jogo de CHARON criado no Wolf, as mudanças são notáveis: os gráficos são esteticamente belos e a qualidade das músicas é muito mais impactante, emocionando quase que instantaneamente quando uma melodia de fundo surge. Entretanto, a trama sofre com um sério problema de ritmo, desenvolvendo uma atmosfera de suspense aos poucos para descarregar toneladas de revelações no final do jogo. Isso não o torna ruim, mas é uma escolha desnecessária quando o desenvolvimento poderia ter sido muito mais cauteloso para tornar o descompasso no relacionamento do casal mais íntimo.
    Shihori Escape não vai te marcar para sempre, porém não decepciona. Leva poucos minutos para ser finalizado, consegue envolver o jogador com elementos de terror psicológico e um mistério sutil, porém beirando clichês amorosos e revelando surpresas repentinas que quase o derrubam de vez. Ao contrário do que o título sugere, não há perseguições, e a maior emoção que você sentirá jogando será após a surpresa de ter sua vida ameaçada inesperadamente.

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em espanhol: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


Tsukimi Planet


     A música. Logo na tela de título, somos surpreendidos por uma suave melodia que já mostra a sensibilidade do tema abordado por Tsukimi Planet. As músicas desse jogo são, para mim, a qualidade mais notável do título. 
    Quanto ao enredo: Utarou está hospitalizado e recebe uma visita incomum de uma certa Tsukimi, que oferece a ele uma proposta muito tentadora. E digo isso sem pretensão alguma, até porque a decisão a ser tomada pelo jogador a partir disso é que vai determinar qual dos 3 finais do jogo você receberá. Eu particularmente recomendo fazer todos, pois cada um levará cerca de três a cinco minutos.
     Quanto às críticas, se as produções anteriores ainda tinham, em sua maioria, certa jogabilidade para distinguir das comparações com visual novels, aqui CHARON se entrega de vez ao estilo de narração e modo de dirigir uma história das VN. A objetividade é um grande traço de CHARON, e há aqui a história mais "enxugada" dos autores: curtíssima, porém tocante.

NOTA: 

Download em português: clique aqui.
Download em inglês: clique aqui.
Download em japonês: clique aqui.
Postagem da Mei sobre este jogo: clique aqui.


                


Quais destes você já jogou? Quais ainda não jogou? Por quais se interessou? Qual o seu preferido e por quê? Quais merecem ser traduzidos? Comente abaixo suas opiniões sobre o mundo CHARON e todos os jogos criados pelos incríveis contadores de histórias por trás deste misterioso nome.


~ L.C.

72 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu não entendo tanto de inglês, então os que eu já joguei são apenas os que já lançaram tradução em português, infelizmente :c
    Todos os que eu joguei me agradaram muito, e eu passei a gostar bastante dos jogos criados por CHARON. Mas eu tenho que admitir que o meu favorito de todos mesmo é o "O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho"... Eu meio que tenho um amorzinho por creepys de coisas fofas, nesse caso a chapeuzinho XD
    Mas eu posso afirmar com toda a certeza de que os jogos criados por CHARON são MARAVILHOSOS. Depois de ver essa postagem, fiquei até com vontade de jogar os que não estão em português... Acho que vou pegar um dicionário e me virar nos trinta lol
    Eu gostaria muito se vocês traduzissem o Makoto Mobius (estava com "???", então não tenho certeza se tem a tradução :P). De todos, esse foi o que mais me interessou, pois eu adoro loops infinitos e tal. Fiquei curiosa quanto a história. Apesar de que, se uma possível tradução demorar muito, acho que vou ter que me virar com o dicionário mesmo... Quero jogaaaar X3

    Ah, por sinal, uma sugestão de "mais?":
    https://www.youtube.com/watch?v=W-SSm9cdkf0
    Eu gostei bastante deste vídeo, e achei que ia ser interessante pra vocês. É claro, isso se já não usaram este. Eu ainda não parei pra olhar todos os "mais" deste site :p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se preocupe na questão do idioma dos jogos CHARON porque, do jeito que eles foram aprovados tão facilmente pelo público do ZC, em breve cada vez mais serão traduzidos. ^^
      "O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho" é verdadeiramente fascinante. Uma história tão meiga capaz de ter finais tão cruéis? (Se bem que até mesmo a Chapeuzinho causa medo nesse jogo UHSHASJASH)

      Bem, Makoto Mobius está ali no canto direito do blog, na parte de traduções, então pode ter certeza que ele vai ser traduzido algum dia, só esperar e acreditar o/
      (Mas se você estiver impaciente e manjar um pouco de inglês, dá pra entender de forma razoável os diálogos dele, a decisão é sua)
      E você tem razão, a história dos loops provocados pelo Mobius conseguem prender o jogador! Por exemplo, Makoto Mobius tem 7 finais, e em TODOS eles algum personagem morre, sendo quase impossível não se abalar emocionalmente com a história. Mesmo quando o Watarou consegue impedir a morte da Makoto, outro personagem envolvido com a garota morre em seu lugar, isso é extremamente triste :c

      Adorei essa sugestão de "mais", obrigado! xD
      Já postamos esse vídeo diversas vezes na página, mas não me recordo de ele aparecer por aqui no blog. Acho que você também gostaria de ver esse, caso ainda não o tenha assistido: https://www.youtube.com/watch?v=YGWqbnY3E64

      Muito obrigado pelo comentário e pelas ótimas palavras <3

      Excluir
    2. Fico feliz em saber que os jogos feitos por CHARON foram bem aprovados, ficaria bem triste se parassem de traduzi-los. Bem, se já é certo uma tradução para Makoto Mobius, então vou esperar. Gostaria de poder aproveitar ao máximo um jogo, por mais ansiosa que eu esteja XD
      E essa descrição que você fez sobre o jogo me fez lembrar um pouco de Steins;Gate, um anime que envolve máquinas no tempo... ~Spoiler~ Nele, não importa quantas vezes o Okabe tente salvar a sua amiga, ela sempre acaba morta, e no fim ele descobre que para salvá-la ele teria que sacrificar outra pessoa no lugar dela, sendo que essa pessoa também é importante para ele. É simplesmente maravilhosa a forma como você se apega aos personagens, você sente por cada um deles, e é impossível não se emocionar assistindo. Se Makoto Mobius for minimamente parecido, então tenho certeza de que é um jogo incrível *u*

      E quanto ao vídeo, eu já tinha assistido. Depois que termino um jogo, adoro pesquisar tudo sobre ele. É impressionante a animação que fizeram, não me canso de assisti-lo! :3
      E eu não sabia que já conheciam o vídeo que eu recomendei pra ti. Eu até sigo vocês nas redes sociais, mas eu simplesmente não tenho o costume de usar elas, então acabo perdendo algumas coisas :/
      Enfim, a postagem que você fez sobre os jogos de CHARON ficou incrível, e agradeço por apresentar tantos jogos que ainda não conhecia! Aguardando ansiosamente as traduções <3

      Excluir
  3. CHARON <3 Eu amo os jogos deles, principalmente porque eu gosto muito de jogos focados na história como os jogos deles. Dos jogos citados eu joguei Mix Ore, Yanderella (MATEM A HINATA!) e Mikoto Nikki (acho a Mikoto tão fofa <3).
    Ainda pretendo jogar O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho, mas antes preciso terminar OFF. Adorei a postagem L.C, ficou muito diva <3
    Esperando ansiosamente a tradução de Makoto Mobius...

    ResponderExcluir
  4. Curti de mais o post, é uma pena que realmente exista esse preconceito com os jogos de CHARON, eu particularmente adoro de mais....

    Quem sabe isso não dá um tapa na cara das inimiga que falam mal dessa obra XD

    Passei mais por essa forcinha mesmo, ótimo post!


    You See!~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Xandy!

      Eu também fico decepcionado quando julgam os trabalhos de CHARON só por serem diferentes do que estão acostumados a jogar. Espero que isso prove de uma vez por todas que os jogos são interessantes e tão bons quanto qualquer outro feito em RPG Maker! (-‿‿-)

      See ya~

      Excluir
  5. Dos jogos listados eu já joguei todos traduzidos pelo ZC <3
    Amo os jogos de CHARON, mas a minha paixão é por Yanderella. O jogo me envolveu de uma maneira tão grande que sempre recomendo pros amigos. A unica coisa ruim é que "eu" não posso ficar com a minha amada Honoka ;-;
    Mikoto Nikki foi o meu primeiro e eu também amei a história e a maneira como ela se desenrolou e tudo (acho um dos finais mais bonitas que eu já vi em RPGS Wolf/Maker).
    Mix Ore eu joguei com a minha irmã, eu também gostei, mas não tanto quando os anteiores (já citados).
    O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho foi o que eu cheguei mais próximo de não gostar, mas vou tentar pegar todos os finais para ver se a moral do jogo sobe comigo (aquela coisas uivando perto do final foi arrepiante.).
    Por mim eu jogaria todos os outros que eu não joguei, mas o que mais me interessou foi Makoto Mobilus; You, Me& Empty Words e Shihori Escape (não gostei muito da Rikana, então foi o único que não me deixou muito curiosa).
    A maioria dos meus amigos não suportam os jogos de CHARON (Pior para eles!)
    Espero mesmo que traduzam eles (se puderem), estarei esperando ansiosamente para joga-los.
    Amei a postagem <3

    ResponderExcluir
  6. Para uma pessoa como eu, que valoriza muito as palavras, uou, estou apaixonada pelas suas. (alfabetofilia?)
    Enfim, é sempre interessante saber a opinião dos outros e fazer sinopses, para mim, é muito difícil, então, mesmo sem experiência, posso dizer... Isso está muito bom!
    Seria muito divertido ter uma "batalha de opiniões" com você, nesse exato momento, mas coisas andam acontecendo e vou deixar esta opção marcada na lista de espera.

    Realmente, parabéns, novamente.
    Espero poder continuar a ler as suas palavras, frases e textos...

    ResponderExcluir
  7. eu gostei muito da Yanderella vou jogar Makoto Mobius e Shihori Escape em espanhol vamos ver se merece ser traduzido rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos Shihori Escape já foi, depois comente aqui sua opinião sobre eles! ^^

      Excluir
  8. o millefiori só tem 3 finais? ;-;
    aliás, amo os jogos da CHARON (sei que são vários criadores, mas geralmente me refiro a eles como uma mulher ;-;), meu favorito é mix ore, por isso me interessei muito por millefiori, um jogo que, mesmo fantástico, poderia ter sido melhor aprofundado na relação entre kojirou e rikana, quer dizer, se o jogo só tiver 3 finais, ela não mata ele em nenhum! ;-;
    Tipo, deveria ter um final em que a Rikana matasse ele por ficar paranoica com o dinheiro, ou até pelas outras relações particulares entre sua família.
    Oq vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aham, dois ruins e um verdadeiro!
      E acredite em mim, todos já se referiram a CHARON como sendo uma mulher -q

      Meu preferido também é Mix Ore ♥ e eu concordo completamente com a sua opinião sobre Millefiori! É como se o Kojirou representasse apenas o jogador para interagir com a Rikana, e não um "personagem" legítimo, com personalidade própria e tudo o mais. Meio que ele só está lá pra tomar decisões que vão mudar o destino da Rikana em Mix Ore, quando ela interage com o Kantarou no hospital. Quero dizer, a Rikana é o grande foco do jogo, então precisa haver algum protagonista para que o jogador a conheça melhor, certo?

      Enfim, ela pode ser interesseira, falsa e nojenta, mas com certeza não é uma assassina yandere, e talvez seja por isso que Millefiori a torne tão única e diferente, enquanto Mix Ore só faça ela parecer uma garota mimada.

      Eu amei a sua ideia! Naquela cena em que ela conversa com Kojirou em uma loja/restaurante, a garota já demonstra traços de loucura; seria surpreendente se ela ficasse maníaca com essa obsessão por dinheiro e acabasse matando o amiguinho! Obrigado mesmo por ter comentado, espero poder ler suas ideias mais vezes por aqui!

      Excluir
  9. Zero Corpse vocês ainda vão traduzir jogos feitos pelo Mogeko ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já foram traduzidos...

      Excluir
    2. Quais seriam? Pois pra um jogo ser traduzido precisarão ser LANÇADOS primeiro! E qual mais jogo Mogeko fez alem desses três?

      Excluir
    3. Se depender da Mei, todos os jogos e criações do(a) Mogeko serão traduzidos e publicados aqui.

      Por enquanto, o autor de Mogeko Castle, The Gray Garden e Wadanohara está trabalhando em Mogeko Castle Gaiden, que ainda não foi lançado. Porém, vamos traduzir jogos feitos por Mogeko/DPS, sim.

      Excluir
  10. Impressão minha ou você nem falou do enredo de Millefiori? ò_ó

    Só ficou enrolando dizendo que é um fan game e só tem Rikana e bla bla bla...
    MAS NADA DO ENREDO!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não é impressão sua. -q

      Optei por não falar do enredo de Millefiori por ele ser vago demais, de tal forma que nem faria sentido perder o tempo dos leitores com isso. Caso você queira saber como é: “o protagonista, Kojirou, começa a se encontrar com uma garota da mesma escola que faltava constantemente nas aulas, Rikana”, e só. Os encontros dos dois levam a um clímax (que eu não posso revelar, por ser um spoiler imenso que retiraria toda a sua vontade de jogar Millefiori) relacionado ao Kantarou, de Mix Ore.

      Ou seja, eu preferi escrever sobre a “ponte” que Millefiori faz com a personalidade de Rikana nos dois jogos, já que nesse ela possui tempo para desenvolver seu caráter e construir sua personagem, diferente de Mix Ore, que fez ela parecer uma garota fútil que só quer grana. Já Millefiori mostra que há mais por trás disso, criando uma personalidade manipuladora para a garota.

      Espero que você tenha entendido ^^
      Parabéns pela percepção e obrigado pelo comentário!

      Excluir
  11. Adooroo Os jogos do CHARON mais tenho uma pergunta zero corpse ...

    Vcs pretenden traduzir para o portugues os jogos do charon ?:3

    ResponderExcluir
  12. traduzam todos *-------*

    ResponderExcluir
  13. Eu sou péssima em inglês, então apenas joguei três que foram traduzidos aqui: Mix Ore, Yanderella e O Lado Negro da Chapeuzinho Vermelho e estou baixando Mikoto Nikki agora.
    Mesmo só tendo jogado eles, os jogos do CHARON com certeza viraram meus favoritos. O que é um pouco estranho, pois eu não suporto yanderes. Mas realmente adorei eles e suas personagens.
    De todos os jogos, minha personagem preferida é a Honoka. Me apaixonei rapidamente por ela porque ela é mais tsundere do que yandere (e eu amo tsunderes -q). Também porque ela realmente se importava com os sentimentos da Hinata (pelo menos no final que você escolhe ela, a Honoka até ''refleti'' sobre isso), enquanto a Hinata só pensava no Yatarou.
    Também amo várias outras personagens, porém ninguém mais que a Honoka <3
    E simplesmente adoro a maioria dos finais, o enredo, histórias das personagens, mesmo os jogos sendo tão pequenos.
    Acho os jogos do CHARON simplesmente maravilhosos e espero que vocês traduzam mais porque como disse, meu inglês é uma merda ;u;

    ResponderExcluir
  14. Mikoto Nikki é o único jogo com salvação! Pois é o único com um verdadeiro final feliz.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Respostas
    1. É a vida. -q

      (Na verdade, nenhum desses spoilers pode comprometer a sua gameplay, eles visam mais o humor do que o incômodo. De qualquer forma, sinto muito ;-;)

      Excluir
  17. A Mei já traduziu todos os jogos de CHARON. No entanto, não depende somente de mim para postá-los.

    ResponderExcluir
  18. Gosataria de deixar uma sugestão de topico, games de origem german, porque existem games otimo mas que nem são citados, desert nithmare, Calm Falls, todos com pegada estilo Silent Hill, bem diferentes dos games que vemos por aqui, sempre fantasia ou terror apenas!! Fica a sustestão se existir a vontade de coher algo novo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela recomendação, Richard.

      Eu fiquei realmente interessado nessa ideia. Apesar de o blog ser mais voltado aos jogos japoneses, os alemães também são incríveis, como você disse, e merecem o devido reconhecimento! Eu tenho alguns instalados aqui além desses, vou discutir essa ideia com as outras redatoras e ver se podemos criar uma postagem sobre isso. Novamente, obrigado!

      Excluir
  19. Charon é lindo, é muito legal o jeito que misturam as coisas. É tudo tão fofo e cor-de-rosa por um lado, mas também violento e estranho do outro. Imagino o grupo como aquelas senhoras que se reúnem para tomar chá e fofocar da novela com um monte de gatos, só que elas conspiram em como criar um jogo yandere, e estão rodeadas por um bando de coelhos (será que elas fritam eles no jantar? deve ficar bom...).
    Enfim, ótimo post como sempre L.C.

    ResponderExcluir
  20. Amei esse post ^^ . Joguei Millefiori e adorei o jogo ^^ Só falta traduzirem , talvez mais tarde ... Eu realmente também posso dizer que amo os jogos da Charon ^^

    ResponderExcluir
  21. Nossa, assim que vi esse post eu não sabia se chorava de alegria ou de tristeza.
    Estou com um post sobre ela preparado nos rascunhos do meu blog e estava pensando em postar já que não tinha visto um tão especifico assim ainda e tal... Aí vejo que vocês se adiantaram XD
    Mas valeu a pena, já que este tem muitas informações que eu não tinha achado e tal...
    Se importam se eu complementar o meu post com algumas informações daqui? Não quero ninguém me perseguindo com uma faca/machado/tesoura/pedra ou qualquer outra coisa que só se encontraria na cesta de piquenique da CHARON ( que eu achei que fosse uma mulher até um tempo atrás -q #noob).

    Eu simplesmente me apaixonei pelos jogos e pelo estilo dela (deles -q), o que me fez, pela primeira vez, ir atrás de informações e caçar mais jogos da mesma autoria. Algo que eu nunca, NUNCA, tinha feito.
    Desta lista eu só não joguei uns dois jogos. Até o "You, me and empty words" eu cheguei a jogar, apesar de ter me chateado pelo estilo um tanto massante e por, como joguei no tablet, não ter conseguido clicar na segunda opção no final. Aí só consegui tarar o coleguinha mesmo. u.u

    Mas parabéns L.C.! Por um post tão completo sobre esse grupo que está no meu pedestal da vida de gamer de rpgmaker~<3
    hahaha'
    Continuem com o otimo trabalho~
    E traduzam os jogos dela u3u quero saber o que o jogo queria dizer numas partes que eu n entendi -qq

    bai bai
    My Dear...

    ResponderExcluir
  22. Alguém sabe dizer se CHARON fará novos jogos ou Shihori Escape foi o ultimo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até agora, Shihori Escape foi o mais recente produzido, mas isso não significa que seja o último.
      Por mais que o site de CHARON não tenha postado nenhum jogo novo há quase um ano, a última atualização nele foi no fim de janeiro de 2015, então talvez eles estejam trabalhando em algo secreto, embora não possamos garantir isso.
      Ou seja, não tem como saber se foi o último ou não -q

      Excluir
  23. Makoto Mobius: já tinha ouvindo falar desse jogo me interessei mais só vi ele no site da charon e fiquei (uat? i no ispiqui japones nem ingrish) então quero uma tradução

    You, Me & Empty Words: achei bem interessante principalmente por ter sindo baseado em fatos reais, quero tbm tradução

    Millefiori: quero muito essa tradução pois...FOI UM DOS PRIMEIROS JOGOS YANDERES QUE JOGUEI QUE QUASE CAI DA CADEIRA, (e tive garotas me matando) de qualquer forma eu gostei bastante dessa jogo, ele me chocou totalmente e tbm queria que a rikana tivesse um aprofundo.

    por isso que quero as traduções, continuem com as ótimas traduções

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressão minha ou todo mundo acha que yandere tem haver apenas com psicopatas? Pois fiquem sabendo QUE NÃO É ASSIM QUE YANDERES FUNCIONAM!! Elas precisam ter matado o cara ou alguém mais, POR AMOR e não por simplesmente vingança ou dinheiro, ou seja Millefiori NÃO É yandere e Mix Ore só tem UMA garota yandere!!

      Excluir
    2. não quis dizer a rikkana era yandere esta me referindo ao jogo mix ore que a rikana esta, e que as garotas (a de cabelo rosa e ayano desculpa n lembra), mataram o principal.não me referi em nem um dos testo que elas eram psicopatas (a ayano não matou por amor ela matou pois o cara era tara?)

      Excluir
  24. Me interessei por You, Me & Empty Words e Shihori Escape, pena que esse primeiro não tem em português </3

    ResponderExcluir
  25. eu amo jogos yandere, sinceramente gosto dos jogos do charon não só por isso, mas pela história dos jogos.
    não que eu goste de sangue, morte, etc, não sou nenhuma psicopata, juro, eu gosto porque por mais que alguns fiquem espantados com os finais, eles mostram o mais sombrio de uma alma, e eu amo isso <3
    quais eu gostaria que fossem traduzidos? tipo...todos os que ainda não foram traduzidos, entende...?
    enfim, obrigado por sempre traduzirem os jogos que antes de conhecer a zero corpse eu tinha que procurar em outras linguas, considero vocês pakas *huga*

    ResponderExcluir
  26. eu amo jogos yandere, sinceramente gosto dos jogos do charon não só por isso, mas pela história dos jogos.
    não que eu goste de sangue, morte, etc, não sou nenhuma psicopata, juro, eu gosto porque por mais que alguns fiquem espantados com os finais, eles mostram o mais sombrio de uma alma, e eu amo isso <3
    quais eu gostaria que fossem traduzidos? tipo...todos os que ainda não foram traduzidos, entende...?
    enfim, obrigado por sempre traduzirem os jogos que antes de conhecer a zero corpse eu tinha que procurar em outras linguas, considero vocês pakas *huga*

    ResponderExcluir
  27. Makoto Nikki e Makoto Mobius são relacionados?

    ResponderExcluir
  28. Bom, eu não gosto dos jogos da Charon, não por causa de preconceito, mas sim porque o jogo sempre e a mesma coisa clichê, yandere, yandere, yandere, psicopatia, psicopatia, psicopatia, sem graça, sem graça, sem graça (Pra mim), entre outras coisas que esse game tem. Não estou falando que ele é ruim, porque se fosse realmente ruim, ninguem acharia bom, por que com certeza deve ter alguem que gosta dos jogos da Charon, eu só simplesmente não gosto, mas eu gosto da "aparencia" do jogo, eu acho..legal :v.
    Agora, sobre esse preconceito do jogo não ter grafico bom, eu acho ridiculo. As pessoas deviam experimentar o jogo primeiro antes de julga-lo, não é o grafico que importa. Eu nunca gostei desse tipo de atitude, das pessoas julgarem o jogo somente pelo grafico. E um tambem dos mais julgados pelo grafico é Minecraft (Muitos ja ouviram falar que eu aposto), o pessoal acha que é jogo de criançinha somente por causa de que? Já sabem né? É..mas pelomenos as crianças não ficam julgando jogo pelo grafico,né u-u ? O jogo é legal cara, se não fosse, não teria gente adulta ou adolescente jogando,eu jogo :v e admito mesmo, to nem ai se alguem vier me chamar de criançinha, jogo e falo na cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os jogos nao sao nada a mesma coisa! Mas n interessa. Mas apenas concordo em relação ao preconceito dos graficos. Isso foi algo bem dito

      Excluir
  29. Yanderella é disparado o meu jogo favorito da "franquia" CHARON até agora, o final de Hinata é o q mais gostei tbm. Joguei tbm Diario de Mikoto mas achei ele mais fraquinho e foi o primeiro dos produtores Charon que joguei.
    Se quiserem ver minhas gameplays aki estão os links pros primeiros de cada um:
    Diario de Mikoto: https://www.youtube.com/watch?v=PsHr7R2pmTY
    Yanderella: https://www.youtube.com/watch?v=Ek9zl3ghkJY

    Agora pretendo fazer a gameplay de The Dark Side of Red Riding Hood já que adoro games baseados em historias de contos de fadas como chapeuzinho, Alice entre tantos outros contos. E com certeza pretendo jogar todos os games de CHARON, é meu objetivo o/.
    O mais engraçado de tudo é que eu pensava que CHARON era apenas UMA produtora e na verdade é um grupo /o/. Bom... continuem com o otimo trabalho de traduzir incriveis games do nosso amado RPGmaker carinhas. abração ae o/

    ResponderExcluir
  30. Podiam ter feito um final em que ele ficava com a garota no You,Me and Empty Words...É MUITO TRISTE ;-;!

    ResponderExcluir
  31. alguém me manda o nome de um jogo em que tem uma boa chance de um final bom............sim so faço merda

    ResponderExcluir
  32. Eu acabei de encontrar um easter egg de mix ore em Yanderella mds eu sou a primeira sem ser os desenvolvedores... irei postar um video sobré o easter egg no meu canal.. e postarei o link aqui mesmo sendo já 2016

    ResponderExcluir
  33. eu estou amando esses jogos, se ainda não traduziram todos por favor tradusam! eu quero muito jogar esses que ainda não tem tradução aqui ( só tem "???" por que?). E Millefiori é um que quero jogar também XD

    ResponderExcluir
  34. Se existe mais jogos charan traduzam! eu já joguei tudo ai até em espanho mas quero demais em br! XD e me chamen pra converçar no face se quiserem porque eu adoraria falar mais do assunto : Sabrina-chan Freitas

    ResponderExcluir
  35. Vejam esse jogo novo da charon!!! http://indiehorrorrpg.blogspot.com.br/2015/11/tsukimi-planet.html

    não tem tradução em espanhol mas já tem em ingles! eu não sei ingles! XD por favor traduzam !!!!!

    ResponderExcluir
  36. NOOOSAAAAAAA! CHARON!!!!!1! Assim, não concordo com todos os pontos, ainda por cima por Mix Ore,mas definitivamente Mirai Mikoto, primeiro jogo de RPG Maker que joguei, é meu preferido.Em relação a Tsukimi Planet, eu adorei quando joguei, mas sempre achei que poderia ser mais desenvolvido, tem um plot muito bom e a jogabilidade bem diferente do costume!Não achei nada de maravilhoso "Você, eu e palavras vazias". Em "O lado negro de chapeuzinho vermelho" eu não consegui fazer todos os finais, mas eu achei bem divertido, e a coisa de se o personagem for pelo caminho errado, ele vai ter um" Bad End", mas se ele o seguir ele terá um "True End" não muito agradável, assim como em Yanderella.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. C-H-A-R-O-N!!!!!

      Quanto o assunto é CHARON, as opiniões costumam ser bem divergentes mesmo, ainda mais de um jogo pra outro, por isso eu quis ser sincero ao máximo com o que eu penso sobre os trabalhos deles. Por mais que as histórias mudem, sempre continuará tendo semelhanças pequenas (marcantes?) entre eles, como nos finais dos jogos.

      Mikoto Nikki foi o meu primeiro também, e possui um lugar especial no meu coração <3 Tsukimi Planet e You, Me eu achei ok, mas já o da Chapeuzinho conseguiu me pegar de surpresa, além de ser o que mais foge da temática CHARON.

      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Verdade, sempre há extrema divergencia, alem do por que em alguns jogos eles mudam bastante a dinâmica, então fica meio díficil. Diferente de outras empresas, como a Mogeko que é um ícone do RPG Maker e formado por elementos que agradam muito o público e ele acaba exigindo isso dos outros jogos, como um história e universo muito bem criados sendo que é uma coisa que falta bastante na CHARON. Então esse é um dos argumentos mais fortes do por que as pessoa normalmente não gostam muito da CHARON. Obrigado por me responder!!! Amo seus posts!!

      Excluir
  37. Esse pessoal fazendo textão. ; - ; E demora pra chegar até aq,pra comentar.

    Primeiramente,acho ynaderela e chapeuzinho muitos identicos,apesar de q na chapeuzinho o romance pode ser entre o caçador e a chapeuzinho pois no final ele teve q (SPOILER LINDO) no final (n sei se foi por amor),mas a violencia no romance (se tiver).

    Segundo,Eu acho o trabalho de Charon bem agradavel ao publico,pois hj em dia o povo gosta (n sei se gosta então vou deixar regular) de vida colegial e segredos dos personagens,acho muito interessante o charon trazer segredos aos personagens e deixar o telespectador garrado no rpg maker.

    Terceiro,Amei o post e tchau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, existem muitos traços parecidos entre os títulos CHARON, além dos autores ainda pegarem temas comuns do cotidiano japonês e dar aquele pitada sangrenta à uma história inicialmente inofensiva.

      Obrigado por comentar <3

      Excluir
  38. Nunca fui de gostar de nenhum jogo deles, acho que estranho '-' não é o meu estilo. Mas o que mais gostei foi Tsukimi Planet ;-;
    Os outros... sei lá são um pouco bobos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem é estranho, muita gente acaba amando ou odiando (ou ainda nem ligando), vai mais do que cada um já tá acostumado mesmo e prefere jogar.

      Valeu por comentar /o/

      Excluir
  39. Só estou esperando a tradução de Millefiori para jogar por completo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se alguém do blog se encarregará de traduzir Millefiori tão cedo, mas caso não traduzam em sites externos você pode jogar com aquela ajuda do bom e velho Google Tradutor q

      Excluir
  40. Joguei todos! Eu gostei mais do Yanderela , precisamente o FINAL RUIM que foi comhttp://www.zerocorpse.com.br/logout?d=https://www.blogger.com/logout-redirect.g?blogID%3D2479447448334115048%26postID%3D1419524411565661248o um final bom.

    ResponderExcluir
  41. Eu joguei todos os da lista com exceção do fan game e meus favoritos foram o "You, me and empty words" e o Tsukimi Planet.
    Os motivos por quais eu gosto do Charon são bem simples, ele cria histórias relativamente curtas e tem esse traço estourado que adoro. Os temas que aborda também são interessantes. Quando abri um jogo dele pela primeira vez esperando encontrar yanderes nunca pensei ser arrastado pelo vazio existencial e outros plot points que rondeiam esses jogos.

    ResponderExcluir
  42. Heeey, eu gostaria de tirar umas duvidas sobre as traduções, não é que eu queira fazer pressão nem nada disso, mas é que tem andado meio parado as atualizações do progresso das traduções (ja faz um tempinho que Pocket Mirror e Midnight Puppeteer andam meio parados) eu queria saber se vai continuar assim por muito tempo, já que lista de traduções tá bem grande e eu esperava que a maioria fosse traduzido ainda esse ano já que eu gostaria que vocês traduzissem outros jogos que ainda vão sair...(me desculpe se isso soar meio rude ou egoista dá minha parte sei o quanto dão duro pra traduzir e o quão complicado é mais é que também é o unico site BR que fazem traduções, e tem tantos jogos bons saindo recentemente e gostaria que traduzissem T-T sorry)

    ResponderExcluir
  43. Esse site é bem legal, já até preparo minha lista dos jogos de CHARON só para eu jogar eles :v Mas eu queria saber se vocês poderiam traduzir "Angels of Death"... Só saber mesmo. Nem sei se vão ler isso porque, eu sou nova nesse site. Só isso mesmo.

    ResponderExcluir
  44. E não é que acabei jogando todos os jogos da lista? Não sei se sou facilmente impressionável, mas gostei de quase todos <3.

    ResponderExcluir