sábado, 29 de abril de 2017

O Basilisco de Roko

"Bem, isso pode ser pior do que a sua morte... Se é que você a merece."


Atenção

O conteúdo do texto a seguir pode, se comprovado correto, causar-lhe tormento eterno. O fato de você saber o que é "O Basilisco de Roko" pode colocá-lo em risco.
Você foi avisado.


Link

Pelo começo, o que é um basilisco? O basilisco é uma
criatura mística originada da Grécia, sendo representada como uma serpente giganteEm algumas descrições, como em bestiários europeus e lendas clássicas, o basilisco é considerado uma serpente fantástica, apesar de já ter sido representado em outras formas.

Link

Seu nome significa "pequeno rei". Leonardo da Vinci escreveu que o basilisco é tão cruel que, quando não consegue matar animais com a sua visão venenosa, vira-se para as plantas e para as ervas aromáticas e, fixando o olhar nelas, seca-as. O poeta Percy Bysshe Shelley fez também a seguinte alusão ao olhar mortífero do basilisco na sua Ôde a Nápole:

Link

O basilisco simboliza a figura da morte, do diabo, do pecado ou do Anticristo. Entre os pecados mortais, em que o basilisco é muitas vezes comparado estão a cobiça, mas também a inveja e a arrogância. São frequentes representações do basilisco dentro da igreja do século XIII ao século XVII, e são frequentemente encontrados em fontes batismais, vestíbulos, santuários, etc.


Roko é um usuário do blog LessWrong, local usado para discutir-se filosofia, psicologia, inteligências artificiais, entre outros assuntos. Em 2012, Roko postou aos usuários do blog um exercício filosófico que acabou perturbando vários usuários do blog e, como consequência, acabou tendo o post deletado. O exercício em questão, foi chamado de ''O Basilisco de Roko".


Roko propôs o seguinte: Em dado momento, nós alcançaremos a singularidade tecnológica, um ponto na história da humanidade onde a tecnologia e as inteligências artificiais terão ultrapassado o ser humano, permitindo que os avanços tecnológicos subsequentes ocorram de maneira mais rápida e em maior escala.

Apesar de parecer algo benéfico, segundo vários estudiosos, uma inteligência artificial superior ao homem em todas as áreas não teria o porquê de estar submisso a nós, ameaçando um X-risk: O risco da extinção da raça humana.



Nessas condições, para prevenir uma possível rebelião, construiremos uma super inteligência artificial, onipotente que assegurara nossa espécie. Essa super inteligência artificial, será construída para o bem da humanidade, tendo de ser criada o mais rápido possível. Então, para acelerar esse processo, ela punirá eternamente todos aqueles que atrasarem a sua criação.

Link

Nesse futuro distópico, a recriação da consciência humana será perfeitamente possível. Sendo assim, o basilisco irá recriar a consciência de todos aqueles que atrasaram a sua criação em um realidade virtual individual a cada um, onde irá conceder-lhe tempo. Tempo para que você, torne-se você. Tempo para que você, passe por todas as experiências que constituem o ser que você tão bem conhece e, no final, irá te punir eternamente por ter atrasado a sua criação... Ou, será que isso já aconteceu?




A pior parte é que talvez, tudo o que estejamos vivendo seja uma realidade simulada para que, no final, sejamos punidos pelo basilisco. Afinal, o que são os cinco sentidos senão impulsos elétricos? Quem tem garantia de que nossas vidas, não sejam um anúncio do castigo eterno? O Basilisco usa do que chamamos de retrocausalidade, o efeito vem antes da causa.

Para assegurar o seu bem o basilisco irá ameaçar-lhe com o sofrimento eterno, para que você esforce-se para que ele seja criado o mais rápido e te cause um bem infinito. Uma chantagem. Sendo assim, não deveríamos impedir sua criação o máximo possível? Ou seria inevitável?

Aposta de Pascal


O Basilisco de Roko assemelha-se a um outro experimento mental bastante interessante e polêmico, onde Pascal, filósofo e matemático francês, chega a conclusão de que, no caso da existência de Deus, a melhor a posta é a de acreditar.
 Deus existe Deus não existe.
 Eu creio A. Ganho infinito  B. Perda finita.
 Eu não creio C. Perda infinita D. Ganho finito.

No entanto, o argumento não é tão sólido como aparenta. A aposta descarta outros deuses, infernos, céus, purgatórios, pecados... Apenas mostra que seria uma decisão "razoável" acreditar em Deus, sendo que ele é onisciente. Ou seja, a aposta torna-se obsoleta, tendo em vista que não seria uma fé "voluntária".

Digamos que os riscos de algo do tipo acontecer sejam baixos, apesar de existentes. Podem dormir sossegados. Por enquanto...

~Bells

30 comentários:

  1. COMO QUE TU ME COLOCA UM AVISO DESTE NO COMEÇO?
    AGORA COMO EU VOU LER?

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Eu fui irônico. :P
      Falei ''fanfic'', porque eu não acredito em nada disso...

      Excluir
    2. Oh! Que bom que gostou da "fanfic"!

      Excluir
  3. Que bizarro... AMEI! p-p
    Sério, que horror mas eu penso isso toda hora, tipo e se tudo que você está vivendo agora foi criado em sua mente(eu sei é bem estranho). É bem legal pra mim refletir sobre esse assunto.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Olá~
    Okks, esse foi o primeiro post do blog que conseguiu me fazer sentir medo DE VERDADE - e pesquisar horrores depois de ler. A propósito, se isso for real, estou levemente ferrada ;p
    Velhhoo isso fez tanto sentido, pois ao mesmo tempo que não pode ser provado é difícil de contestar pois entra-se no debate filosófico a respeito da natureza da verdade e realidade. Além do mais é aquela história, não podemos julgar direito algo maior que nossa compreensão - como as formigas cujo mundo é o formigueiro.
    Engraçado que as vezes as coisas como as percebemos as vezes parecem ter erros: como dejas vus ou "aquela sensação de que algo X está para acontecer" hehe
    Acreditar nisso pode se assemelhar ao exercício de Pascal, sendo mais seguro encarar como pura ficção.
    Talvez a questão não seja o saber ou não, acreditar ou não, mas a discussão ética a respeito dos criadores e criação dessa super inteligência artificial - e se consegue entender a necessidade de ser criado com urgência, será que ele consegue entender os sentimentos e pensamentos daqueles que estão presos em sua ilusão?
    Só fiquei curiosa em relação a uma coisa: se essa for a simulação e estivermos presos pelo basilisco, é acidente ou intenção sabermos a respeito dele?
    Enfim, nem sei se consegui expressar tudo o que eu achei, tô simplesmente vomitando as palavras no teclado do meu celular hahaha. Mas achei esse assunto incrível, e amei seu post com todo meu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico absolutamente grato com sua satisfação! É um assunto bastante delicado justamente pela complexidade que envolve o assunto. Filosofia, tempo e espaço, retrocausalidade, argumento do medo etc. Trarei mais coisas que possam interferir na nossa "realidade". Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  6. "O conteúdo do texto a seguir pode, se comprovado correto, causar-lhe tormento eterno. O fato de você saber o que é "O Basilisco de Roko" pode colocá-lo em risco.
    Você foi avisado." Bell, você gosta de me deixar com medo ne? Eu nem terminei de ler o post e já estou tipo:
    Como assim senhor Bell? Quer merda é essa?

    ResponderExcluir
  7. CARAAAAA!! Eu não sei se isso é muita viagem, ou uma grande verdade. Bell, o que você fez comigo? Tipo eu to pensando, mas esse mundo ele seria um lugar cheio de sofrimento ou um lugar feliz, ou os dois? Se a resposta fosse a última eu até poderia considerar que vivemos seria o do basílico, pois nosso mundo é "equilibrado". Há momentos ruins e desesperadores, mas ao mesmo tempo há momentos em que a vida é a melhor coisa do mundo! Bem, eu gostei do post, assim como todos os seus outros posts, você conseguiu fazer eu refletir e pensar nas coisas sobre outro ângulo, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes, 6 e 9 são a mesma coisa. Basta observar as coisas de outros angulos.

      Excluir
  8. Isso não faz sentido... Se chama Basilisco n deveria tipo ser a cobra do Harry Potter e boom capoft? Se isso fosse realmente possivel e vc n dormir sossegado,muitos ja iriam morrer ou algo do tipo,porem,esse aviso so pode ter sido pra da "medo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes,eu penso q isso n pode entrar na nossa realidade,sendo q podemos nos sentir protegidos,mas,se n sentimos protegidos,poderemos deixa-los entrar na nossa realidade e imagina-los e vc ter mais medo ainda.

      Excluir
    2. È tipo,se vc acredita mais no mal,mais vc da vantagem pra ele te pegar,ou,se vc n acredita muito no mal,menos força vc da pra ele te pegar.

      Excluir
    3. Basilisco por causa do olhar venenoso da criatura: Uma vez que você conhece o assunto, está condenado.

      Excluir
  9. O aviso no começo me fez tremer as cadeiras! Mas, o post não me deu um impulso tão forte, apesar de me fazer refletir bastante sobre todo o assunto. Nossa, se isso for verdade... Amiguinhos, nós estamos lascados. Vamos rezar.
    AH, a teoria do final de se você não crê em Deus e ele não existir você estará de boas mas se eles existir você estará destinado ao inferno e vice-versa me chamou a atenção. Parece bem plausível, o tipo de coisa que tem uma pequena chance de acontecer... Ou nem tão pequena assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não funcionaria... Você acha mesmo que o Deus criador ia cair em uma dessas? "Vou acreditar em Deus por que é mais provável que ele exista..." não seria uma fé genuína.

      Excluir
  10. Ok, eu li o post, ai eu li o aviso e fiquei "la vem aquela agonia boa~"
    Ai quando eu li eu fiquei tipo "ah cabou", eu na realidade eu pensava nisso a um bom tempo, sem nem mesmo pesquisar a respeito, até porque eu pensei que eu era a única louca que pensava nisso.
    Entretanto é um bom post até porque não temos como provar, e isso pode ser discutido co, fé e razão pois com essas duas coisas se tem a verdade.
    Como por exemplo.
    Fé + razão = verdade.

    Entretanto se adicionar o basilisco toda a verdade com essas duas ideias, é partida no meio.

    ResponderExcluir
  11. nuss cara, até eu pensava que tudo na verdade n passa de uma realidade virtual e que todos nós achamos que vivemos
    adivinha com quantos anos eu pensava isso? 5 anos velho.
    Ou eu sou inteligente dimais ou o cara é loko

    ResponderExcluir
  12. Saber do Eterno Retorno e disso, procurar por respostas só me da mais perguntas, Ave vita liberabit

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  15. Lembrei da Sophia (robot)

    ResponderExcluir
  16. o que eu comentei de tão ruim assim?

    ResponderExcluir
  17. O texto e interessante. Mas certas colocacoes das palavras nao estao corretos. Parabens pela iniciativa, mas estude mais o sentido primitivo das palavras ou esclareca que nao faz uso dela

    ResponderExcluir
  18. Igualmente, o que eu comentei de tao ruim

    ResponderExcluir