sábado, 3 de agosto de 2013

Por que amamos Ib?

Ib é aquele jogo que lembra uma noite no museu. Ib é um jogo popular de RPG Maker. A história dele é sobre uma garota de nove anos que acaba perdida (?) em um museu. Acontece que aquele museu não é um museu comum; simplesmente depois de algum tempo as pessoas de lá sumiram e coisas cabulosas aconteceram.



Eu poderia dizer que Ib é o jogo mais popular entre a galera que curte RPG Maker por causa da sua história "super criativa" que ele tem, mas, seria muito mais provável dizer que as pessoas só o amam tanto assim porque na maioria das vezes, é o primeiro jogo que jogam. Eu posso até afirmar com certeza que a maioria das pessoas que gostam de RPG Maker (lembrando que falo desses famosos do tipo Misao, Mad Father, The Witch's House e por aí vai...) começaram jogando Ib primeiro. Até porque ele tem uma versão traduzida para nós, assim fica bem mais fácil.

(Nota: Não estou criticando ninguém que tenha jogado ele primeiro, gostado e que tenha ele como seu favorito. Acreditem eu estou no mesmo barco!). 

O que Ib tem de tão especial assim? Aposto que existem pessoas que se perguntam isso. Então, eu estou aqui pra responder. O porquê de eu e tantas outras pessoas adorarem Ib! E não, não é só por causa dos motivos que citei acima.

Primeiramente, é muito claro que a história inicial de Ib é muito clichê, ou vai me dizer que nunca viu nada que envolva museus? Mais clichê que isso só terror que se passa em mansões. Mas, além disso, é muito claro que o desenvolvimento de Ib é muito interessante. Os personagens, mesmo que poucos, agradaram muito ao público. Eles têm personalidades um tanto diferentes, então acho meio difícil uma pessoa não gostar dos três personagens. Pelo menos um ela deve gostar, por algum motivo.

Afinal, ninguém esperava que Mary atacaria Ib e Garry. Nem que aquele grupo ia se "dissolver"; ninguém esperava que eles não fossem sair juntos. Mas, também, muita gente só ligavam pra Ib e pro Garry. Afinal, todo mundo quer sair vivo no final, né? E de preferência, levar seu amigo também. Afinal quem não shippa (traduzindo: Gostar) a Ib com o Garry? Não vale dizer que não shippa porque não curte pedofilia porque eles podem muito bem ficar juntos quando ela tiver maior e também que são só desenhos, isso não quer dizer nada!

Assim como falei de Ellen no último post, vou falar da Mary, que pode até ser considerada a vilã da história. Mas, eu não a considero. Em minha opinião, Mary é só uma outra coitada que queria amigos. No máximo ela vai me lembrar bastante a Viola. Mas, não, eu não a odeio. Assim como também não a amo. Eu sou neutra em relação a ela. Eu não me importei de matar ela, mesmo depois que disse que eu e ela sairíamos juntas daquele lugar, mesmo que o Garry ficasse pra trás (essa foi a minha resposta na minha vez que joguei). Eu não me importei. É como disse, pra mim ela é só uma coitada, talvez, só um quadro, uma pintura que nunca deveria ter saído do lugar... Falando assim parece que eu a odeio. Mas, eu realmente não a odeio mesmo depois dela ter matado o Garry. Mesmo depois dela tentar me matar... afinal ela é só uma coitada, não é? Só queria amigos.

Mas, ao mesmo tempo, uma coisa que eu não posso negar é que eu amo o Garry. Ele é com certeza o melhor personagem do jogo. Eu não posso citar feitos que normalmente fariam eu me interessar por ele, ele só é bondoso com Ib, nada mais. Confesso que acho que esse amor veio depois que eu fiz meu primeiro final, cujo ele a Ib saem, mas não se lembram um do outro. Esse pra mim, é o final mais triste; se bem que o final que ele morre também não é tão legal.

Feito por Lavie
Falando de finais, os finais de Ib são horríveis. Todos são tristes demais pro meu coração. Fico indignada que não tenha um final que mostre a vida da Ib e do Garry lá fora, felizes ou algo parecido. Seria muito engraçado, os dois lá fora rindo e a Mary morta. Algumas pessoas iriam se sentir triste com esse final não é? Logo, não tem como fugir dos finais tristes. Até se os três saíssem juntos, ia ter gente brava porque não gosta de tal personagem e quer que ele morra. Também que seria um final muito sem graça.

Finalizando, o que tem em Ib? Os gráficos são uns dos piores que tem, as imagens que ilustram os personagens também são, a história é clichê, os puzzles são fáceis, então.... O que mais faz você gostar é a relação que os personagens têm e que você cria com eles. Assim como vários jogos, os personagens são o ponto alto. Eu acho que o fraco de Ib é a história em si, em vários sentidos. Também poderia dizer que os gráficos são muito ruins, mas, é RPG Maker afinal.


~ Kanako.

 Extra (?)

Outra coisa que eu quero adicionar, é se a Mary gostava mesmo da Ib, ou se só estava interessada no que ela tinha - ou seja, os pais dela, o amor que ela tinha e tal. Não deve ter sido só porque ela sabia que só dois podiam sair do museu que ela perguntou se a Ib gostava dos pais dela, e se tivesse que sair com alguém com quem sairia. Afinal, o que os pais dela tem a ver com isso? Realmente, dá pra notar que desde o início Mary estava interessada nisso e tem um final que ela realmente consegue. Até ai tudo bem, mas... Notei que a Mary tem um certo poder sobre o Museu, tanto que quando as duas estão andando juntas, na parede aparece algumas mensagens do tipo "Vamos ficar juntas para sempre", "O museu é maravilhoso" e tal. Isso realmente parece ter sido escrito por ela.

Mas, aonde quero chegar? Lembram daquele quadro com os pais de Ib? Seria Mary tentando afetar Ib mentalmente? Sem dúvidas, se Mary gostava daquele museu, porque ela não mandou as esculturas pararem de atacar, se ela queria que eles ficassem, porque ela não disse pra parar? Talvez porque ela também não queria que eles ficassem ali. Talvez ela precisasse de Ib para poder retornar como filha dos pais delas.

Outra coisa duvidosa é como Mary controlou a mente dos pais dela? Eles deviam ao menos se lembrar que só têm uma filha não é? Eu acho que a Mary é uma personagem um tanto complexa e talvez muito mais poderosa do que imaginamos, muito mais inteligente. De fato, não dá pra afirmar muita coisa, mas se for pensar nessas coisas, é muito interessante.

Feito por あかびの

74 comentários:

  1. A Mary é uma linda, cara. Não sei como tu não gosta dela :c Dá vontade de apertar, abraçar e falar que vai tomar conta pro resto da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai ela te mata, pra roubar seu lugar no mundo real Ù.ú.

      Excluir
    2. Ela não faria isso. Mary é amável. Mary é fofa. Mary é diva. Mary não rouba lugar de pessoa alguma. Mary adiciona um lugar na vida delas.

      Excluir
    3. Concordo U.U ,em um dos finais,Mary fica irmã do Garry,ela fica triste quando percebe que a Ib morreu,então eu acho que ela queria sair com todos vivos né?

      Excluir
    4. CONCORDO!! A Mary é fantástica, é a Monalisa do jogo, e que, infelizmente, foi forçada a um destino cruel.

      Excluir
    5. CONCORDO!! A Mary é fantástica, é a Monalisa do jogo, e que, infelizmente, foi forçada a um destino cruel.

      Excluir
    6. eu acho que todos deveriam ter saídos juntos

      Excluir
  2. Caramba, me identifiquei pra caramba com o post, não odeio a Mary mas também não a amo, a única diferença é que também não considero ela uma vilã em si, mas uma "pobre" pintura.

    Falando sobre, o personagem favorito, o meu com certeza é a Ib, eu realmente não me importei muito em sair do museu com apenas o Gary, ou com apenas a Mary, ou com os 2, só queria sair de lá com a Ib, e também em muitas partes, percebi que eu era bem parecido com ela no jeito de ser.

    E sobre o "extra", não posso comentar sobre, porque não fiz todos os finais do jogo, porque eu peguei de cara, o final que diziam ser o "verdadeiro" e depois que fiquei sabendo que era o "verdadeiro", não me deu muita vontade de tentar os outros.
    Bom, aproveitando isso, acho que vou tentar pegar os outros finais, me deu uma vontade imensa de jogar Ib agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredite, os outros finais são deprimentes. O "verdadeiro" é o melhorzinho que você pode conseguir. E justamente o que eu nunca consegui fazer.

      Excluir
    2. kanako! pra você fazer uma postagem dessa ,você precisa ter a vontade de jogar ,gostar da historia se não gostar ,nem adianta jogar .

      Excluir
    3. Duda, eu adoro a estória. Ib é o meu RPG Maker favorito!! Ele é o que mais me marcou. E eu disse isso no texto.

      Por favor, pra você escrever um comentário desse, leia o texto antes. Obrigada por comentar. D:

      Excluir
    4. kanako, eu peguei esse final, foi muito de repente, eu estava tentado zerar ib de novo e de boa ai me aparece esse final!epico!(mary e minha personagem favorita * - *)

      Excluir
    5. Duda, eu peguei o final que me disseram ser o mais deprimente, Ib sai sozinha ( eu fique put* pq a Mary matou o Garry, dai eu matei ela haha). Enfim, você disse que nao conseguiu o final verdadeiro "Promise of Reunion", mas é o seguinte: você precisa conversa pra caralh*, naois duas vezes mais de 7 vezes se n me engano, ler o diario do labirinto das manequins sem cabeça, nao chutar a boneca/coelho, n chutar a cabeça do slender e uma serie de coisas,. Tem que consegui pelo menos pontos...

      Excluir
  3. Sinceramente, IB não foi um jogo que me "Marcou" nem nada, mas guardo um certo carinho, pois foi graças à IB que conheci Yume Nikki. <3

    Sobre a Mary: eu gosto bastante dela o-o o que mais me dói, é ter que escolher entre ela ou o Garry ( pois não dá pra ter os dois vivos; é Garry ou Mary ou Ib all alone -q ), devia ter um final aonde a Ib se sacrificasse pelos dois, aí o Garry voltava a viver normalmente, e a Mary ficava com os pais da Ib, e a Ib, obviamente, virava um quadro do museu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu achava q eu era a unica pessoa q queria esse final
      Mary S2 o/

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ib não se passa em um museu, mas sim em uma galeria de artes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Eu também não é tão cliche assim.
      Aonde já se viu um jogo de terror se passar numa galeria de artes? É a primeira vez que vejo algo parecido , pois jogos de terror costumam passar em mansões / hospitais / cidades abandonadas / orfanatos, MAS MUSEUS DE ARTES?!
      Achei super criativo até. Eu jamais imaginaria algo desse tipo num gênero de jogo assim.
      Mas fora isso, bela postagem.

      Excluir
  6. Admito que me introduzi nesse mundo por conta dele.
    Fiz até cosplay de ib <3
    E é o meu xodó, o jogo.
    Hoje em dia, meu pc LOTADÃO de jogos de rpg maker.
    Fangirl é assim.

    ResponderExcluir
  7. Conheci jogos de RPG maker depois que vi uma postagem no facebook com uma imagem dos personagens principais de alguns jogos desse tipo como Mad Father, Ib, Misao... Comecei a jogar Mad Father, mas não terminei e_e Preferi assistir a Barbie fazendo os vídeos auehauhe

    Mas vi ela fazendo Ib, e fui correndo jogar, porque eu achei muito interessante.

    Ib é o meu preferido com certeza, talvez porque o terror não é tão forte, e como eu sou medrosa, gostei -q

    Eu sou perdidamente apaixonada pelo Garry <3 Ele e a Ib juntos são... Incríveis!! Com ela mais velha é claro auaheauhe

    Amo a Mary, porque quando eu olho pra ela, assim como olho pra Ellen, sinto uma enorme tristeza :c Acho que as duas apenas queriam ter uma vida feliz, e pra ter isso, precisavam machucar os outros (não que isso seja bom). Acho as histórias delas triste demais, e por isso as adoro <3

    ResponderExcluir
  8. Post bem interessante.Muitas pessoas realmente acabam gostando de Ib e nunca se perguntaram o motivo de gostarem da mesma, porém com esse sue post muitas pessoas poderão se identificar.

    Eu não AAAAMOOOO Ib, o universo e a história, mas sim os personagens dentro disso. Eu adoro por exemplo a Mary, ela é extremamente fofa na minha opinião, o que renderia muitos Action Figures caso fizessem e distribuíssem. rsrs' O Relacionamento que vai sendo construido entre Ib e Garry vai se tornando algo realmente interessante de se ver, é o que chama mais atenção e é o que te prende mais no game na minha opinião, fora os puzzles divertidos e a jogabilidade (Não muita diferente dos demais jogos de RPG Maker, mas enfim, todos são divertidos, Ib não falha nisso também) enfim, Ib é um dos RPGs makers que só perde na qualidade gráfica dele, minha opinião. (Sério, jogos The Wichs House e outros famosos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo eu não adorando a Mary, eu com toda certeza compraria esses Action Figures *--*. Pena que seria algo com toda certeza, meio privado pros japoneses e importar as vezes é foda.

      Eu também acho isso de Ib e Garry. Eu só continuei a jogar o jogo por causa do Garry, no inicio, pra mim foi como Witch House, mas depois de um tempo eu resolvi dar uma chance.

      Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  9. Vou dar minha opinião, então não me apedrejem, não esqueçam que é só a minha opinião.

    Sinceramente?
    Eu discordo completamente dessa postagem, mais do que já discordei de qualquer outra.
    Em primeiro lugar, não esqueçam que a Galeria do Guertena é uma GALERIA DE ARTE, não um museu. Ele é um artista plástico que fazia pinturas, esculturas e várias outras coisas... Então não é um museu, o que já retira Ib de grande parte dos clichês aqui apresentados.
    Outra coisa é o 'ship' Ib e Garry, que eu realmente não consigo entender. Eu já vi tanta gente que gosta dos dois juntos que ainda me pergunto se tem alguém que não gosta deles como um casal, como eu.
    Em primeiro lugar, no meu ponto de vista o Garry é feminino a ponto de não poder ser relacionado amorosamente a Ib, inclusive quando meu tio jogou, ele achava que o Garry era uma mulher, por causa dos trejeitos, da forma de falar e tudo mais. Então no meu ponto de vista é algo que não funcionaria, até porque a Ib é uma criança e o Garry trata ela como uma filha ou coisa parecida, não como uma namoradinha.
    Acho que se fosse tratar de coração, dos personagens... o Garry é meio gay. Inclusive se você chega a falar bastante com ele, depois que a Ib acorda do desmaio, surge a opção de perguntar a ele "Porque você fala como uma garota?". Então se até uma menininha notou os trejeitos afeminados dele...
    Os 'gráficos'.
    Se tratando de um jogo feito em RPG Maker e de um projeto de tanto tempo, eu simplesmente acho os gráficos lindos! Pode ter quem discorde de mim, mas todo o espaço da galeria, todas as esculturas, livros e quadros... estava tudo muito bem retratado, e as imagens dos personagens, as carinhas deles que aparecem sempre que falam são simplesmente adoráveis. Eu realmente amo o traço usado em Ib, ele torna mais 'real' a experiência de estar em uma Galeria de Arte.
    Outra coisa, no 'mapa' da Mary foi também genial a colocação de tudo desenhado como se fosse uma criança que tivesse feito. Eu achei particularmente lindo.
    Falando em criança, vamos voltar para a Mary.
    Se bem me lembro (faz teeempo que não jogo Ib) a Mary foi a única pintura do Guertena que não foi baseada em nenhuma pessoa, certo? O que daria a ela algum 'poder' extra, em uma galeria onde as criações dele tomam vida. No Mundo de Guertena.
    A partir do momento em que Guertena criou um personagem completamente original, ele colocou criatividade e parte da alma ali. Quem desenha sabe que desenhar alguma coisa que já existe é completamente diferente de desenhar algo que saiu completamente da sua cabeça.
    A Mary também não tem nenhum poder absurdo, só no 'Mundo' dela. A maioria das coisas escritas a favor da Mary estão sobre as bonecas dela também.

    Os puzzles de Ib também não são fáceis, eles são bons de fazer e tem partes em que você empaca facilmente, mas fáceis eles não são, além do mais os sustos estão na medida exata. São ótimos sustos que não vão fazer você gritar de medo porque são 'sustos'. Não é algo pra fazer você se desesperara e gritar de medo.
    No meu ponto de vista a história de Ib não é clichê. Temos uma galeria de arte, personagens completamente distintos, mundos paralelos e vários finais... Que eu também adorei, aliás.

    No meu ponto de vista, a Mary era como uma parte do Guertena que pertencia a Galeria.
    Não se deixem enganar pelo que eu disse ali em cima, eu realmente amo Ib, amo os personagens, a história e os traços. E além disso, amo muito a trilha sonora. Isso aqui é só parte do meu ponto de vista. Desculpe por algum transtorno que possa causar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que vou comentar muito até porque já tem um texto sobre isso, e provavelmente não vou dizer nada de tão diferente que disse acima então... vamos lá...

      Eu compreendi o que você quis dizer sobre a Mary e o mundo dela, e você deve ter entendido errado, porque eu não disse que ela tinha nenhum poder absurdo. É que eu entendo que pouca gente nota esses poderes da Mary, pode ser que não, mas...

      Sobre os puzzles isso vai da pessoa. No meu caso, eu normalmente tenho facilidade nessas coisas. Em minha opinião, são fáceis. Não é nada que você tenha que pensar muito pra entender.

      Sobre a estória ser cliché. Não quis dizer toda a estória, e o ponto inicial dela. O que eu quis dizer na verdade é que, num ponto de vista inicial, sem que a pessoa nem jogue, o enredo é cliché. Por isso disse que a "estória inicial" era, não o desenvolvimento em si.

      Sobre Ib + Garry, eu não tenho o que falar. Você pode até estar certo, mas isso não vai fazer mudar a opinião de ninguém em relação a isso, é só o modo que você vê, entende?

      E eu não entendi o que você quis dizer sobre o Garry, essa coisa de ele ser 'meio gay', não é nada que impeça ninguém de gostar dele, né?

      Finalizando, sobre os gráficos... é o que eu disse. Não gosto mesmo. Muito menos do traço que usaram. Apesar de eu achar que tenha combinado os dois.

      Bem, por enquanto é só.
      Obrigada pelo comentário.

      Excluir
    2. Uhum, uhum.

      Decerto foi só para dar ênfase ao fato de ela não ter todo esse poder, afinal, vai que né.

      Eu geralmente não tenho dificuldade com puzzles, para falar a verdade, mas acho que quando acontecem, eles devem ser mais para divertir do que tirar o foco da história. Tem jogos em que os puzzles são tão chatos/desconfortáveis, que quase não dá vontade de continuar jogando. Paranoiac é um desses exemplos, com seu sistema de fuga em que você tem que se esconder em alguns lugares até encontrar o lugar certo, é desconfortável, e em algum tempo você já vai estar saturado de fazer aquilo.
      Gosto dos puzles de Ib porque são bons de resolver, não são desconfortáveis, não são cansativos. Você já faz ideia do que precisa fazer e tem que apenas arrumar um jeito de fazer isso ou aquilo.

      Apesar de ter dito que era apenas 'o ponto inicial da história', você reforçou logo depois que a história em si é clichê, mas não se preocupe, eu não quero discutir nem nada, só acho legal poder conversar um pouco sobre alguns jogos que gosto.

      E então, Ib e Garry é um negócio bem íntimo. Tem gente que gosta deles juntos, tem gente que gosta do Garry com a Mary ou da Ib com a Mary, mas quem sou eu para julgar. Eu estou apenas expondo meu ponto de vista. E não estou tentando convencer ninguém de que isso ou aquilo é errado, só estou tentando mostrar minha linha de raciocínio, desculpe se pareci meio rude.

      E então, do Garry foi como eu já tinha dito anteriormente. Não é simplesmente ele ser 'meio gay', são os trejeitos, a forma de falar, a forma de se comportar que transformam ele num tipo de Otomen. meio gay foi só o termo mais simples que encontrei para afeminado... Bem, não consigo explicar isso muito claramente. E de forma alguma quero que as pessoas desgostem dele nem disse nada que impeça isso, pelo contrário! Ele é sim meu personagem predileto e não gosto menos dele por nada, é como eu disse antes, somente meu ponto de vista.

      Eu acho que combina muito com o quesito 'galeria de arte', aqueles traços.
      Além do mais temos que pensar que aquilo foi tuuudo feito pelo autor, sprites, avatares e todas essas outras coisas. Ele teve o cuidado de desenhar cada um deles, isso é o mais incrível. mas se você não gosta, fazer o que, né?

      Não há de que e obrigado por responder.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Olá, aqui é a Toynako~

      Com o que o Despair(?) falou ali, concordo bem dizer com tudo. Sem contar que está faltando um pouco mais de pesquisa sobre o jogo do qual se está fazendo o post. No da Bruxa ocorreu um comentário sobre o programa utilizado para fazer o mesmo que foi equivocado (junto com uma resposta afiada a pessoa que comentou do erro). Sei que é um post falando o que você acha sobre o jogo, mas alguns buscam informações sobre seus jogos favoritos nesses. Então, um pouco mais de empenho, seria bom.
      Note, não estou desmerecendo seus posts Kanako, apenas estou apontando pequenos erros que podem fazer você evoluir nas suas postagens.

      Bem, vamos aos meus comentários sinceros sobre o game. Como a pessoa ali falou, é o que eu acho e, algumas verdades também:


      Como criadora de jogos, sei o trabalho que é desenvolver um. Os gráficos do Ib, não são daquela forma por limitação do Maker 2000, não é a palheta básica do Maker. Quem fez o jogo teve todo o trabalho de fazer tudo, definitivamente tudo do game.
      Existia sim personagens mais 'bonitinhos' como o da Casa da Bruxa ou o do Pai Louco. No entanto, não foi o que ocorreu. Antes de iniciar qualquer coisa do jogo, quem fez sentou na cadeira e desenhou tudo.. Passou para o Maker, organizou, editou, colocou a prioridade do terreno. E sim, com todas as letras, eu afirmo que isso dá um baita trabalho.
      Então, definitivamente alegar que os gráficos do Ib são os piores que tem, é desmerecer todo o trabalho feito.


      Sobre a estória: hoje em dia, tudo é uma mistura de algum lugar, como dizem 'Nada se cria, tudo se transforma'... Ib consegue ser um jogo onde suas ações, levam a um final.
      Não adianta você querer que o Garry saia vivo, sem conversar com ele. Ou, desejar que a Mary sobreviva, achando-a insana. Se por acaso acabou um final que não era o que o jogador gostava, foi por ações 'erradas' (isso é, de acordo com o que ele queria) tomadas.


      Nenhum comentário sobre a trilha sonora do Ib? Nossa, ela praticamente é épica ao meu ver. Cada musica escolhida com precisão para o momento feito. A sensação de perigo, o carinho do Garry, as bonecas insanas. Cada personagem teve sua musica tema. É algo muito importante a ser levado em conta em um jogo.

      Considerações finais:
      Não vou entrar nos mesmos pontos que o Despair ali falou. Apenas reforço algo que realmente achei errado ser comentado dessa forma. Que no meu caso, foram os gráficos, por saber o trabalho enorme que é, para algo ser taxado de 'feio' depois.
      Li comentando (não aqui, quando zerei fui atrás de informações sobre o jogo) sobre a dificuldade que quem criou o jogo teve ao expressar os sentimentos dos personagens. Ainda mais o Garry já que a franja ficava em um olho. Mas, todos os personagens tentam ao máximo dar emoção ao que falam.


      É isso, obrigada caso tenha lido até aqui.

      Excluir
    5. Toynako,
      Antes de tudo obrigada pelas críticas. Vou tentar ser mais atenta a isso futuramente. Também não foi minha intenção desmerecer o trabalho, mas sobre isso não tenho mais nada a comentar.

      Eu até ia comentar sobre a trilha sonora depois que o Despair comentou, eu realmente tinha me esquecido. Mas, eu optei em não comentar nada. Posso dizer que concordo com você nisso.

      Obrigada por comentar.

      Excluir
  10. Eu fico muito feliz q Ib tenha sido meu 1º jogo de rpg maker. Pois se tivesse escolhido outro, menos conhecido, talvez não tivesse despertado tanto meu interesse em rpg de horror.
    Desde pequena joguei jogos com gráficos ruins, como no nintendo, e gostava muito. Então conheço Ib. Eu que sou mulher, jogando com uma personagem feminina, fazendo eu me identificar (mesmo ela sendo + nova) e aí aparece o Garry, todo fofo, ajudando e se preocupando com ela... Tem como não ficar encantada? *-*
    Só jogava games de luta, de plataforma e etc então quando me deparo com Ib, com clima de suspense e mistério desenvolvendo bem o relacionamento entre os personagens, fazendo com que vc se pergunte oq vai acontecer com eles, foi impossível não me apaixonar.
    Ah como eu queria garage kits de Ib, Garry e Mary <3

    ResponderExcluir
  11. Eu comecei conhecendo Yume Nikki (minha eterna paixão para toda vida), mas pra jogar mesmo foi Ib, que eu me amarrei mesmo!

    É bastante tocante o jogo, embora os graficos nao sejam os melhores, DANE-SE! eh um otimo jogo e pronto o/

    PS.: Otima postagem Kanako! cada vez melhor >< o/

    ResponderExcluir
  12. Eu penso que fazer um post cheio de opiniões próprias e sem muita pesquisa traz confusão e desentendimentos. Existe sim um final mais feliz, um final que Garry e Ib saem vivos e se lembram um do outro, e prometem se encontrar novamente.

    Nota: Seria bom se antes de postar um artigo de opinião você avisasse logo acima que se trata de um.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O marcador da postagem é "Minha experiencia com..." então, está sim indicado que se trata de um. E eu sei que existe um final feliz, mas eu não o acho tão feliz assim.

      Obrigada por comentar.

      Excluir
  13. Ib é incrivel!!!! Ainda não consegui o final verdadeiro... não sei pq...
    Mas existem fans que já fizeram fanmakes sobre um final melhor! Existem vários vídeos desse tipo e são muito bons. Tem um até q os três saem juntos do museu! Sim, eu fiquei indignado de deixar a Mary morrer. A Marry tinha q pelo menos ter encontrado a alma do Gueterna pra viver como uma família ;) Gosto muito dos três e por isso eles tinham q sair todos juntos >.<
    A única coisa q faltou no Ib foi um Happy End para todos.

    ResponderExcluir
  14. O post é bacana, só me incomodou a palavra "estória", não só em posts, mas em muitos RPGs que vocês traduzem existem muitos erros de ortografia. Tomara que não fique incomodada com esse post, Mei... só estou dando um toque mesmo :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Estória" é uma palavra correta. (:
      História é usado quando é uma história que aconteceu de verdade. E estória pra quando é uma ficção.

      Espero ter ajudado. Obrigada por comentar.

      Excluir
    2. A palavra estória, até onde eu sei, foi excluída da nossa língua no último acordo ortográfico. Logo, "história" é atualmente o mais correto.
      E depois, vocês realmente cometem muitos erros não só ortográficos, como gramaticais, então não descarte o aviso desse jeito g.g
      (desculpe o comentário tão atrasado, mas eu li sua resposta e ~tive~ de dizer isso c:).

      Excluir
    3. da pra ler não da se não quer joga em otra lingua

      Excluir
  15. EU AMOOOO A MARY. ENTÃO NÃO FALE MAL DA POBRE MARY, OKAY?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que tem de mal em ser "coitada"? U.U
      Rsrsrs.

      Excluir
  16. Realmente temos a mesma opinião sobre o jogo,também acho que deveria ter um final melhor...
    Eu gosto muito da Mary,acho a Ib meio chata não sei por que ._.
    Mais de qualquer forma,shippo o Garry e a Ib,mais acho ele um tanto afeminado '-'
    Eu também vejo algumas semelhanças entre a Mary e a Viola/Ellen...
    Mias enfim,gostei muito do seu post ^3^ você escreve muito bem Kanako-chan ^^

    ResponderExcluir
  17. Acho que sinceramente , as coisas que se tem que fazer para substituir o final "fenda na memória" e "promessa de reunião" é bem simples , não ?
    Você simplesmente não pode "machucar" as esculturas do museu (como
    a cabeça de manequim e a boneca que atormenta Garry para brincar com ela ) e conversar diversas vezes com Garry ( e ele fala algumas coisas bem interessantes, para falar a verdade !), quando você queimar o quadro da Mary , aparecerá a opção "dar lenço para Garry" .
    Uma das coisas que queria comentar é o fato de ter "o personagem preferido" , que é algo inevitável , não ? ^^
    Fica bem claro na sua mente ( sem que vocÊ perceba ) que desde o começo temos que escolher um personagem favorito , pois a clareza com que Garry não gosta de Mary , Mary gosta de Ib e o Garry também te poem no lugar do personagem , em que desde cedo você já decide com quem você sairá .
    E , sim, Ib foi o meu primeiro jogo , e por sinal , de tanto que gostei dele mesmo sem jogar antes , zerei de primeira com o melhor final ^^

    ResponderExcluir
  18. Vocês podiam meter o jogo "To the Moon", embora nao seja de horror, é um rpg com uma estoria bem interessante.

    ResponderExcluir
  19. Talvez ela tenha uma certa influência mesmo, a Mary, mas e o final a painting's demise? Você acha que ela escreveria aquilo tudo só para ela mesma? Ou será que foi o Garry depois de tomar o lugar dela, ou o próprio Guertena? Eu gostaria de um final que só ela saísse, cara, se coloca no lugar da Mary, dizem que a atitude da bruxa(Ellen, Viola, sla) foi humana, então por que a da Mary não seria? a Mary passou muito tempo lá, sozinha, sem ninguém, só com aquelas pinturas, e aquilo era a oportunidade dela de sair e tem mais, no final Bem vindo ao mundo Guertena, ela fica lá, com Garry e Ib, no final a painting's demise, ela chama o Garry e a Ib.

    ResponderExcluir
  20. isso que a mei falou é verdade, a mary consegue controlar tão bem os pais da ib que a filha saiu um pouco, ai volta uma menina loira que eles não sabem quem é, nunca viram na vida, (mary) e eles a chamam de filha, tipo a ib é morena a mary é loira, ai a filha mudou a cor do cabelo eles nem sabem quem é mais acham que é a mary é filha deles igual a ib, realmente, é um final no minimo inusitado, acho que é por isso que gostamos tanto de ib, ele é cheio de coisas que a gente nunca viu em nenhum rpg, é um rpg unico, o nome do criador desse jogo parece que é Tachi, me corrijam se o nome estiver errado, mais ib é um jogo extremamente criativo, com finais surpreendentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o nome é Kouri, mas sim... é um jogo bem criativo, e tem realmente finais "alternativos" bem surpreendentes.

      Excluir
  21. mei desculpa por fazer esse pedido mais você podia traduzir o rpg Akemi Tan? se você procurar esse rpg Akemi Tan na internet você vai ver que é um jogo muito legal, mais se não der pra traduzir tambem tudo bem.

    ResponderExcluir
  22. então Tachi fez o Mermaid Swamp e o Shuutai Headless.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mermaid Swamp foi feito pela Uri, mesma criadora de Crooked Man e Paranoic.

      Excluir
  23. Ebaaa! Mais uma pro time Ib<3Garry. Eu simplesmente me apaixonei pelos dois, mesmo que, como você disse, o Garry seja apenas bonzinho com a Ib, não sei, acho meio difícil não gostar dele.
    O primeiro final que peguei também foi o que eles saem juntos, mas não se lembram de nada. Fiquei tão, tão triste :( Mas comecei a jogar de novo e consegui o Promessa de Reunião <3 Não parei de jogar até conseguir ele, hehe. Não tive a oportunidade de conseguir todos os finais ( principalmente os novos)mas vi eles pelo Youtube e concordo, todos de certa forma são meio...tristes.
    A Mary é realmente uma personagem complicada. Já encontrei gente que odiava ela e gente que preferia ela à Ib ( acredite. Fiquei com cara de paisagem quando a pessoa me escreveu isso, mas fazer o que né?) porém não posso negar que chego a sentir pena dela. Sozinha naquele mundo tão louco, não me admira que tenha ficado tão..."louca".
    Com relação ao Extra, achei bem interessante essa sua teoria. Realmente, não tinha parado para pensar nisso, mas é verdade. Para conseguir retornar como a irmã da Ib e fazer com que todos acreditassem nela ela deve ser muito poderosa.
    Também não vou mentir, depois que ela matou o Garry fui pro Youtube correndo pra ver o final que ela fica sozinha e acaba meio que "morta" pois não pode sair sozinha daquele mundo. Tive meus minutinhos de "MUAHAHAHAHAHAHA! BEM FEEEEITO, QUEM MANDOU MATAR O GARRY?". Depois é claro, fiquei com pena dela, mas não vou dizer que fiquei um tiquinho satisfeita.
    Ótimo post, como sempre.
    Beijos*

    ResponderExcluir
  24. Existe um final bom sim : o Promessa de Reunião
    1. Promessa de Reunião

    Para conseguir este fim, Ib deve dar a Garry seu lenço quando ele fica ferido e optar por saltar para a pintura com ele (se você não tem pontos de títulos suficientes, você não terá a opção de dar o lenço para ele). Depois de escapar, você pode encontrar Garry olhando para a escultura da rosa. Você vai falar com ele, e ele, inconscientemente, vai chamar Ib pelo nome, para sua grande surpresa, já que ele acredita que ele nunca conheceu antes. Quando ele começa a sair, ele percebe que ele tem o lenço no bolso, o que irá provocar a sua memória de tudo o que aconteceu. Ele vai pedir emprestado o lenço que ele não quer devolvê-lo em seu estado sangrando. Ele promete voltar em breve, certo de que eles vão se encontrar novamente. Créditos finais vão rolar, e uma imagem retratando Ib e Garry acenando alegremente um para o outro será visto.

    ResponderExcluir
  25. Mei Posta A Historia de Ib quero Contar ao Meus Amigos que Estão doidos dexarei meu Email (Mei Só VC Responda) duda.albano@hotmail.com Tchau Mei

    ResponderExcluir
  26. Eu amo Ib! Está disputando o meu jogo favorito com "The Witch´s House" até! xD
    Eu ainda tenho que fazer outros finais, porque eu esqueci de guardar saves! <=x

    ResponderExcluir
  27. na minha opiniao, mary deveria ser uma suposta "filha" do guertena que morreu junto com a mae(ou so a filha morreu). essa mae deveria ser uma outra personagem que n foi apresentada(ou ate mesmo a mae da ib, isso explicaria ela querer ser filha dela), entao, o guertena fez o quadro pensando na sua filha(aparentemente ele gostava de amarelo)

    entao, as "ladys" ficaram com raiva dele por so ficar pensando na sua antiga esposa e na sua filha(para quem n sabe as ladys sao as mulheres dos quadros que davam em cima do guertena), entao, na galeria de guertena elas estao tentando ensinar a mary sobre as coisas por que querem mostrar para guertena que elas podem ser uma boa mae.

    a boneca de mary foram as ladys que fizeram para dar para mary, para mim, a boneca que da todos os poderes para a mary, ou seja, o poder das ladys, entao a mary serria uma vila muito pior do que pesamos, ela esta controlando as ladys para derrotar o garry(e as vezes a ib), entao ela so queria amigos, mas precisou estragar a vida de todos a sua volta para conseguir ser feliz.

    ao lerem isso vcs devem estar pensando que sou muito retardado, mas e o que eu pensei na primeira vez que joguei o jogo, mary e a minha personagem favorita(me atraio por viloes)

    ResponderExcluir
  28. Amei o seu post! *-----*
    De fato Ib é um jogo incrível, apesar de simples e clichê... XD
    Uma coisa que também concordei com você é que Garry é realmente o melhor personagem. Além de ser gentil, é engraçado e consegue ser medroso e corajoso ao mesmo tempo... Isso é uma façanha só dele! X'D
    O jogo tem somente um final bom... :( Que é o "Promessa de Reunião". Que é quando a Ib dá o lenço rendado para o Garry e no final ele lembra dela, marcando outro encontro.
    Eu joguei Ib umas 400 vezes para conseguir este final, só me acalmei em relação ao jogo quando consegui. Sério. TuT
    Mas mesmo com os finais horríveis, não tem como não gostar... X3

    ResponderExcluir
  29. Na verdade existe um final relativamente bom que Ib e Garry lembram o que aconteceu, mas infelizmente não mostram eles juntos mesmo, uma pena ;-; .
    Deviam fazer um anime de Ib , sério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo ;-; deveriam mesmo fazer um anime ;-;

      Excluir
  30. Na verdade existe um final relativamente bom que Ib e Garry lembram o que aconteceu, mas infelizmente não mostram eles juntos mesmo, uma pena ;-; .
    Deviam fazer um anime de Ib , sério.

    ResponderExcluir
  31. Comentário extremamente tardio, mas queria deixar registrado que eu não shippo a Ib com o Gary por motivos de: Eu não gosto do Gary; Aparentemente eu fui pego pela "corrente de ódio" pois pelo que pude ver, pelo fato da Mary matar o Gary em um (ou alguns, não sei) dos finais, varias (ou a maioria das) pessoas passaram a odiá-la... e esse ódio que as pessoas tem por ela me fazem odiar o Gary, porque mesmo não sendo propositalmente, de certa forma é culpa dele todo o ódio que ela recebe.

    Mesmo se não fosse por isso, o Gary seria o meu "não odeio, mas também não amo", pois sou Yurista, logo, shippo a Ib com a Mary u.u

    É isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " ...e esse ódio que as pessoas tem por ela me fazem odiar o Gary, porque mesmo não sendo propositalmente, de certa forma é culpa dele todo o ódio que ela recebe." Juro q ñ entendi.
      Tipo,ñ foi ela q matou ele? Maaas...okay,tu pode odiar e amar quem quiser :v

      Excluir
  32. Então né...
    Eu amo a Marry.
    E não shippo a Ib e o Garry, só...não consigo. Não é nem pela pedofilia, é mais porque não me atrai.
    Agora, Marry x Ib é meu OTP de Ib, e tenho LEVES atrações do Garry com a Marry, mas bem leves mesmo.

    Se eu fosse a Ib...me sacrificaria que nem num final alternativo,(Não sei como que se consegue, e tenho a leve impressão de que é fan-made) para salvar os amigos que tanto me ajudaram...que eu tanto amei por aquele tempo no museu...os únicos que cuidaram de mim.
    Eu prezo muito pela amizade, sabe? Escolher um é apenas mais uma maneira de ser cruel. Apenas isso, e mais nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo a Marry tbm, talvez pelo final tragico ao qual é sempre submetida.

      Excluir
  33. Me desculpe, mas a única coisa da qual concordo com você é de que IB é fenomenal. Esse não foi nem de longe o primeiro RPG Maker que joguei, pois sou da época que se faziam Dragon Quests e Final Fantasys clones nesse programa (com enormes mapas, items e quests opcionais e grande gama de monstros pra upar level). Mas é de longe o meu favorito!!! Por que ADORO TODOS os finais, se quer jogo alegrinho vá jogar jogo de vocaloid estilo Miko & CIA. O roteiro, os puzzles, o trabalho visual artístico, tudo nesse jogo é incrivelmente bem desenvolvido, indo muito além da qualidade de um jogo Indie. Tudo no jogo é muito poético e cuidadosamente planejado, desde as cores das rosas (e dos personagens) que formam as tres cores básicas, onde a partir delas todas as outras são formadas (exceto escala de cinza é claro), a seleção da trilha sonoraa, até os eventos que desencadeiam seus respectivos finais. IB tem tudo para se tornar um clássico profissional, como foi Clock Tower no SNES, ou Silent Hill no PSOne.

    ResponderExcluir
  34. Me desculpe, mas a única coisa da qual concordo com você é de que IB é fenomenal. Esse não foi nem de longe o primeiro RPG Maker que joguei, pois sou da época que se faziam Dragon Quests e Final Fantasys clones nesse programa (com enormes mapas, items e quests opcionais e grande gama de monstros pra upar level). Mas é de longe o meu favorito!!! Por que ADORO TODOS os finais, se quer jogo alegrinho vá jogar jogo de vocaloid estilo Miko & CIA. O roteiro, os puzzles, o trabalho visual artístico, tudo nesse jogo é incrivelmente bem desenvolvido, indo muito além da qualidade de um jogo Indie. Tudo no jogo é muito poético e cuidadosamente planejado, desde as cores das rosas (e dos personagens) que formam as tres cores básicas, onde a partir delas todas as outras são formadas (exceto escala de cinza é claro), a seleção da trilha sonoraa, até os eventos que desencadeiam seus respectivos finais. IB tem tudo para se tornar um clássico profissional, como foi Clock Tower no SNES, ou Silent Hill no PSOne.

    ResponderExcluir
  35. Eu não consigo gostar da Mary, sei lá, faz tempo que joguei, mas fiquei puta demais dela tentar matar o Garry e a Ib, nossa. /não me atraio por vilões meeeesmo/
    Se ela queria amigos, pais e tals QUAL O MOTIVO DE MATAR QUEM QUERIA AJUDAR ELA MANO AFFF SÇDKSDKLASFFEIEDJ?????///// [já ta claro que eu gostava só do Garry e da Ib, momentos] Meu personagem favorito é o Garry também, apesar dele ser muito medroso, é muito fofozo e carinhoso asçdksf<3

    ResponderExcluir
  36. Era tão bom que algum fã criasse não outro final, mas sim outro jogo que fosse uma espécie de continuação deste. Eu adoro a Ib e o Garry e acho que eles ficariam muito bem juntos (a Marry é-me um pouco indiferente, na verdade) ou pelo menos seria bom que ambos saissem do museu felizes, se lembrassem um do outro e ficassem amigos e com aquele segredo para eles. E pensei: porque não lhes dar uma oportunidade? Pegando no final em que os 2 saem e não se lembram um do outro (ou noutro final) poderia haver outro jogo em que (sei lá, só uma ideia...) a Ib poderia ter um sonho (ou o Garry) a lembrarem-se pela metade do que tinha acontecido, e de que haveria outra pessoa, e se eles se quisessem lembrar teriam de ir não sei aonde, passar por mais uma "aventura" e o jogo acabaria de uma forma mais feliz. Não sei o que acham da ideia, talvez até tirasse um pouco o sentido ao 1º jogo, mas pessoas como eu iam sentir-se muito felizes ao vê-los reencontrar-se numa vertente diferente e sairem juntos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas existe o final em q eles(Ib e Garry) saem e se lembram um do outro,se chama "Promessa de Reunião".

      Excluir
  37. Me indefiquei bastante com esse post. Não odeio a Mary, mas também não gosto dela, apenas a acho uma coitada pintura

    ResponderExcluir
  38. Eu amo Ib, por que eu achei a estória dele muito original, afinal a maioria dos RPGS Maker que eu já vi eram apenas em mansões onde surgiam criaturas e blá blá blá, achei original. Mas não foi isso que me fez amar Ib, eu não queria gráficos perfeitos, desenhos que me fizessem cair da cadeira (nada contra esses jogos eu até jogo jogos assim) O gráfico de Ib é simples, meio pixelado não é lá aquelas coisas, mas o melhor de Ib e o ponto forte são os personagens eu simplesmente sou apaixonada pelo Garry, o que mais me cativou em Ib foi o Garry e a Ib. Mas mais o Garry pois a Ib sempre era mais calada e não tinha tanta interação em falas no jogo. O que eu mais gosto em Ib são os personagens as musicas e simplesmente o desenrolar da história, tanto que se tornou um dos meus RPGS de terror preferidos, eu tive que largar o medo pra jogar hehe.. Mas enfim eu amo Ib não pelo gráfico, e sim pelos personagens e por sua estória. Eu acho os finais de Ib extremamente curiosos, alguns tristes.. mas no final verdadeiro e feliz do jogo eu realmente gostei. Mas confesso que me vinha o desejo de ver a vida dos personagens além disso mas é bom saber que tudo no fim acabou bem mostrando ou não.
    Sobre a Mary? Como diz o Garry ''garotas podem mesmos ser assustadoras''
    -qq

    ResponderExcluir
  39. Bom... Até que tem um final que a IB e o Gary saem de lá... E eu imagino que eles possam a começar a ter um relacionamento quando IB crescer. Quanto a Mary... Se, por algum motivo de sorte do destino, ela saísse do mundo dos quadros e ficasse "sã".. Eu acho que o criador do jogo colocaria um final em que os 3 saíam.

    ResponderExcluir