quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Dear

 “Lilly gritou, se entristeceu e chorou.
Meu pai a repreendeu por Lilly estar gritando muito alto,
então ele colocou uma fita em sua boca.”
 
 

Olá Corpses. Estão seguindo as orientações de Neil? Sabe..., se cuidando, passando álcool em gel em suas mãos, ficando em casa e etc? Que bom que está seguindo as orientações. Meu nome é Neru, a pessoa que vos escreve, e sou o novo redator da Zero Corpse. Como tem passado seu dia? Dormiu bem? Espero que sim. Hoje vos trago um jogo novo na categoria RPG Maker de terror: Dear, que apesar de ser relativamente recente, não deixa de ser interessante. Dear é um jogo que foi feito no Wolf RPG Editor por Ochabashira e lançado no dia 29 de Abril de 2020. Quem sabe em breve não possamos fazer uma tradução de Dear, não é mesmo? 
 

Ͼ Sinopse Ͽ

Uma garotinha acorda sozinha em um armazém empoeirado de uma grande mansão, e graças a uma fita que está presa em sua boca, ela é incapaz de falar. Porém, em meio ao armazém, a garota se une a um corvo que é capaz de se comunicar consigo, fazendo com que ambos explorem a mansão em meio a um mundo frio e sem cores para talvez saírem dali, ou descobrirem mais sobre o que está havendo. 

Ͼ Análise Ͽ

          Dear é um jogo muito interessante, mas tem seus defeitos e qualidades como todo o RPG Maker possui. Falando sobre seus defeitos, seus principais defeitos são seu tempo de duração (que é bastante curto) e seus Puzzles, mas os Puzzles são relativos de cada pessoa. Por ser um jogo curto e ter uma premissa com bastante perguntas a serem respondidas, as coisas acontecem muito rápido e muitas perguntas de Dear se mantém sem respostas até o final dele. Eu diria que você vai passar no máximo quarenta ou cinquenta minutos jogando, e se já sabe de todos os puzzles e pretende jogar de novo para pegar outro final, este tempo reduz meia hora ou vinte minutos jogando (ou até menos). Mas apesar de Dear manter esse curto período de tempo em sua jogatina, é possível sentir certa afinidade e gostar dos protagonistas (o corvo e a garota). Um exemplo que posso dar de um jogo curto, é Killer Bear. Ambos os jogos tem um tempo de jogatina relativamente próximos, mas você não sente tanta afinidade pelos personagens de Killer Bear quanto sente pelos personagens de Dear. Um ponto chave para fazer um jogador querer jogar mais o game, são os próprios personagens. O corvo é bastante carismático e te ajuda muitas vezes. A garota é enigmática, e apesar de não falar, você consegue saber o que ela está pensando.

          Mas não é porque Dear tem certos defeitos que ele não possui seu charme. Provavelmente assim que você começar a jogar Dear, a primeira coisa que você vai notar são seus gráficos. A atmosfera de Dear possui um tom muito monocromático, mantendo em suas cores sempre tons preto, branco e cinza. Diria que a autora acertou em cheio quando usou esses tons preto e branco no jogo, dessa forma, Dear passa perfeitamente aquele sentimento de vazio e solidão em meio a um mundo desconhecido, pois possivelmente é esse o modo em que nossa protagonista enxerga o mundo e Dear quer que nos conectemos com ela. A única vez em que essa paleta de cores muda é em um dos três finais do game, obtendo cores mais leves e coloridas.


          Outra coisa a se destacar são os desenhos que aparecem em Dear. A autora fez cada um com imenso capricho e o design da protagonista é bastante interessante. Ela também fez desenhos diferentes para cada ocasião que passamos ao decorrer do jogo, isso significa que ela ilustra com perfeição o que a protagonista pensa por meio de suas expressões e nos faz criar certa afinidade com ela e seu amigo corvo. 

          Os sprites do jogo também são bastante bonitos para um jogo de RPG Maker, e só a protagonista possui três sprites diferentes, mas que não mudam muita coisa (um sprite normal, outro com a protagonista com o corvo em seu ombro e outro com ele em sua cabeça). Um exemplo que eu gosto de usar é já no início do game. No início quando acordamos num armazém empoeirado, quando a personagem anda deixa uma pequena nuvem de poeira para trás. Pode parecer simples, mas ver que a criadora se deu ao trabalho de fazer até mesmo isso, demonstra que ela teve muito carinho e trabalho em fazer Dear.

         Algo que a autora soube construir bem foi o clima de mistério que sempre paira sobre o game. Como dito antes, logo no início do jogo nossa personagem acorda numa espécie de armazém empoeirado. Não sabemos o porquê de estarmos lá e essa pergunta só é respondida ao final do jogo, porém, temos algumas pistas devido a fragmentos de diário que vamos liberando ao decorrer do game. Dear nos implanta perguntas às quais nos prendem até a conclusão do jogo por desejarmos saber a resposta. Provavelmente uma das perguntas que você mais vai querer uma resposta é: quem é a garota que controlamos e por que ela tem uma fita em sua boca? 


          Dear se passa em uma mansão enorme e temos que explorá-la para podermos avançar no game. Não sabemos ao certo qual o objetivo da garota até o final do jogo, então não nos resta fazer muita coisa além de explorarmos a mansão e descobrirmos mais sobre a história, já que quanto mais você explora, mais fragmentos de um diário você consegue. Esses fragmentos são essenciais para que você entenda mais sobre o que diabos está acontecendo e são capazes de nos contar um pouco sobre o universo em que estamos inseridos. Se você for do tipo de jogador explorador ou investigador, provavelmente vai fazer o possível para conseguir todos os fragmentos possíveis e resolver o quebra-cabeças da história.

          O jogo apesar de ser curto também possui certas partes bastante arrepiantes. Não vou dar spoiler, porém, pelo menos dois dos finais te pegam de surpresa e talvez te façam sentir um pouco de pavor. Cada final tem sua peculiaridade e revela um pouco mais da história, mas dependendo de seu ponto de vista, determinado final que você pegar pode trazer a tona para você mais perguntas do que respostas. No total existem três finais no game, e sendo sincero, nenhum desses três finais chega a ser feliz. Não se engane por ser um jogo curto, pois ele pode ser realmente arrepiante.


Ͼ Trilha Sonora Ͽ

          Sobre a trilha sonora de Dear não há muito que você possa destacar verdadeiramente. Chuto que Dear deva ter no máximo quatro ou cinco músicas, e uma das músicas você vai ouvir em loop durante grande parte do jogo, o que pode ser relativamente cansativo para o jogador, mas mesmo assim a música casa bastante com o ambiente e pode ser que você nem ligue muito para a trilha sonora por estar muito ocupado resolvendo puzzles ou admirando os belos gráficos que Dear tem. Em relação à música, ela é quase obsoleta em meio ao game, mas em algumas ocasiões (como os finais que você desbloqueia ao decorrer do jogo) ela se destaca. A música é bastante melódica, lembrando um pouco o ballet clássico, mas em outras ocasiões, a música pode mudar para um tom mais descontraído ou mais sério, mas uma coisa em comum que as todas músicas do game possuem, é justamente o complemento que falta para o despertar do sentimento do jogador de imersão ao game.

Ͼ Jogabilidade Ͽ

          Não posso citar a jogabilidade sem citar os puzzles desse game. Bem, eu posso dizer que eu tive um tanto de dificuldade para resolver. Complicado não é bem a palavra que eu usaria para descrevê-los, pois eu os considero relativos para cada um. Diria que para esses puzzles é necessário que você pense bastante. O jogo possui apenas três puzzles, e vou usar o primeiro puzzle de exemplo para expressar o que estou tentando dizer. Nele, você se encontra em uma sala e precisa resolver seu enigma para avançar no game. Nessa sala há uma gaveta com uma fechadura que para abri-la é necessário um código de quatro dígitos. O corvo já lhe dá a resposta sobre o enigma na lata se você desejar, mas a resposta que ele lhe dá é um código de DOIS dígitos. Nesse caso, como você vai abrir a gaveta se é necessário um código de quatro dígitos? Você vai precisar pensar um pouco para resolver isso, e acredite, quando descobre, se sente bastante burro por não ter pensado nisso antes. O próximo puzzle é bem mais complicado, então é preciso bastante atenção e raciocínio.


Ͼ Detonado & Download Ͽ

          Após você sair do armazém com auxílio da cadeira, cheque as portas do andar de baixo. Você notará que existem salas que você não alcança e uma sala trancada. Vá à biblioteca e cheque os livros de lá, após isso empurre um banco que há na biblioteca até o lado de fora. Utilize esse banco para abrir a primeira porta de cima e você chegará á sala do projetor. Ligue o projetor e você conseguirá a chave do escritório. Repita o processo com o banco e abra a sala do escritório através dele.    

          Na sala do escritório você verá duas gavetas de cada lado sendo que uma das gavetas está trancada. Cheque primeiro a gaveta destrancada para que assim você consiga uma chave de fenda e uma faca, após isso, cheque a escrivaninha e lá você vai ver uma folha com uma dica para abrir a gaveta. Se estiver com dificuldades, o corvo pode te dar três dicas e ficará óbvio a resposta. O código para abrir a gaveta é 0011 e quando abrir a gaveta, você conseguirá a chave para a próxima sala. A partir daí você não precisará mais do banco pois o corvo abrirá as portas para você.

          Abrindo a última porta do andar em que você está, você verá nessa sala um dardo no chão e escadas que darão para o andar de cima. Pegue o dardo e suba, logo você dará de cara com uma mesa de sinuca. Mova o banco que há na sala até a mesa de sinuca e interaja com ela. Utilize o dardo para que você possa derrubar a bola de bilhar que há na mesa de sinuca e assim consiga a bola.

          Com tudo isso você poderá descer a escadaria para o próximo andar. Ao chegar no próximo andar, não interaja com nenhuma porta e apenas siga em frente. Você deixará a bola de bilhar cair e assim que pegá-la, uma perseguição irá ocorrer. Desça as escadas novamente e interaja com a primeira porta à direita com cuidado para que o perseguidor não te pegue, com isso a câmera irá focar numa outra porta que é a porta do jardim. Corra para lá e assim a perseguição irá acabar.

          Assim que você estiver no jardim, você verá três pontos brilhando no chão indicando três flores diferentes. Pegue essas flores e saia do jardim. Quando você entrar na mansão novamente, verá que o vaso de flores estará brilhando, indicando mais uma flor para você pegar (Obs: cuidado pois essas flores do vaso são limitadas e são importantes para prosseguir o jogo, então não pegue todas de uma vez).

          Você também notará ao entrar na mansão novamente, duas portas dentro dessa sala, sendo uma dessas a porta que você interagiu anteriormente. Essa porta que você interagiu antes é o banheiro, e não há nada para fazer nele. Já a outra porta está trancada e é necessário algo para abrí-la. Você vai notar que o quadro ao lado está brilhando, e interagindo com ele, você conseguirá uma peça da moldura. Com a peça da moldura você conseguirá abrir a porta e entrará na sala da lareira, mas ela é inútil agora.

          Após isso, você deve seguir para a porta à direita sendo possível você ouvir uma espécie de choro vindo de um buraco na parede. Cheque então o buraco (alerta de jumpscare) e você verá um olho lá dentro. Cheque então mais uma vez e você conseguirá um fósforo. Use esse fósforo na sala da lareira para acendê-la.

          Vá então na mesa subindo no banquinho e cheque a mesma. O corvo irá comer a maçã que está na mesa e dessa forma você conseguirá mover o banco para a sala acima.


          Movendo o banco para perto da mesa e interagindo com a mesma você verá uma jarra de água em cima da mesma, e o corvo irá pedir um pouco de água. Você não conseguirá sair da sala até conseguir a água do pote, mas não há nenhum item que possa usar. Desça do banco e abra seu inventário selecionando a chave de fenda para rachar a bola de bilhar e assim usá-la no pote d'água.

          Não tendo mais nada para fazer no andar de baixo, suba para o próximo andar e entre na primeira porta de baixo e você estará num quarto com uma escrivaninha. Você já notou que as flores que você pegou estão nomeadas com pontos de interrogação? Nessa sala em cima da escrivaninha você achará um livro falando sobre flores, então o nome das flores que você pegou será revelado. As flores que aparecerão em seu inventário são a Rhodanthe, Anêmona (Anemone), Margarida (Euryops Daisy) e a Tulipa (Tulip).

          Agora volte para a sala da lareira e interaja com a lareira para queimar as flores. Você deve queimar as flores na ordem correta, senão, levará um game over ou nada vai acontecer. As dicas para as ordens corretas estão num dos livros da biblioteca no segundo andar e na mesa de centro no andar térreo. Existem duas ordens e cada uma faz você pegar um final diferente. A primeira ordem para queimar as flores são Tulipa, Margarida, Anêmona e Rhodanthe. Nessa ordem você conseguirá a chave para o dormitório.

          Agora que você pegou a chave para o dormitório, suba para o primeiro andar e verá que aquela porta pequena que antes estava trancada agora está meio aberta. Entre nela e estará na sala dos brinquedos. Você vai perceber que um urso vai bloquear a entrada interaja com a boneca sentada no sofá e a sala vai virar um pandemônio. Deixe ser pego pelos brinquedos que rondam e pelo quarto e quando for pego, saia da sala. Assim que sair, use a chave do dormitório para abrir a segunda porta de baixo e você verá um ponto brilhante na sala. É uma gaveta que precisará de um código para ser aberta, e a resposta do código está nas anotações do diário que conseguiu. A combinação é: 1013. Você conseguirá a chave para o quarto de Violet, a última chave do jogo. Assim, você irá assistir ao primeiro final de Dear.

          Para assistir o segundo final de Dear, repita o processo das flores da lareira na mesma ordem que a anterior e entre novamente na sala dos brinquedos. Após entrar e interagir com a boneca sentada no sofá mais uma vez e a sala virar um pandemônio, apunhale o urso que bloqueia a sala com sua faca e evite ao máximo que os brinquedos te peguem. A porta estará trancada, mas aperte repetidamente o botão de interação até ela abrir. Repita o processo do final anterior abrindo a gaveta do dormitório e entrando no quarto de Violet, mas dessa vez, você estará livre para explorar o quarto o quanto desejar. Deite-se ao lado de Violet, mas antes de fazer isso, pegue uma flor que fica ao lado da cama dela. Por meio dessa flor você terá o final verdadeiro. Logo você verá o segundo final.

          Assim que completar os dois finais, pegar a flor ao lado da cama de Violet e assistir a cena pós créditos do segundo final, o jogo lhe perguntará se você quer ver o final verdadeiro. Respondendo sim, você será transportado para o jardim após aquela cena da perseguição. Você estará com a flor que pegou no quarto de Violet, e para saber o nome dela, consulte o livro de flores novamente.

          Vá até a lareira e queime a flor que conseguiu, a Margarida, a Anêmona e Rhodanthe. Você conseguirá além da chave do dormitório, uma presilha de cabelo. Volte para a sala dos brinquedos, apunhale o urso, saia da sala sem nenhum brinquedo encostar em você, pegue a chave do quarto de Violet e assista o final verdadeiro, sendo este, o final mais emocionante de Dear.

Baixar Dear em Inglês - Traduzido por Kachizeroichi.
 

Baixar Dear em Espanhol - Traduzido por PapiXistar.
 

Baixar Dear em Japonês.


12 comentários:

  1. obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. oi, eu queria saber quando vão traduzir o jogo de ice scream da funamusea em pt br, pq os gringos ja traduziram, mas vc so traduziram o jogo em site, so queria saber msm ;3

    ResponderExcluir
  4. Passando álcool em gel (x)
    Admirando a formidável escrita do novo redator (x)
    Jogo pronto pra ser baixado (x)
    Agradecendo de joelho aqui, vlwww

    ResponderExcluir
  5. Queria jogar... mas n tei nenhum emulador de Wolf RPG Editor para
    celular.

    ;-;

    ResponderExcluir
  6. Eu amo como vocês ainda estão ativos desde todo esse tempo. Continuem com o ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  7. o jogo parece otimo, vocês vão traduzir ele? (espero não estar sendo rude, é que eu não sei nenhuma das linguas no qual está disponivel o dowload :/)

    ResponderExcluir
  8. Achei o jogo incrível, obrigadíssimo pela recomendação.

    ResponderExcluir