domingo, 12 de maio de 2019

Horror Time: Aokigahara (青木ヶ原) A Floresta do Suicídio

Shining like a rainbow, the final moment of my soul,
Like pudding and gummy candy, shatters and melts into nothingness.


Bonjour ~ ♡

       Olá, Corpses. Venho aqui apresentar uma temática interessante e que veio ganhar repercussão mais tarde do que eu pensava. Como sabem, existem diversos lugares no mundo que contam histórias macabras e até servem de inspiração para obras, tendo veracidade ou não em seus fatos e acontecimentos. Trago-lhes agora um pedacinho de informações interessantes sobre um dos lugares mais trágicos do mundo: Aokigahara, uma floresta no Japão conhecida como um local favorito para suicídios.

Espero que gostem!
       Aokigahara Junkai (o real nome completo da floresta), se localiza próxima ao monte Fuji. É uma floresta nova que foi originada depois de várias erupções vulcânicas do próprio monte. Por conta dessas falhas naturais causadas pela lava, a floresta tem um formato estranho e cheio de buracos e rachaduras. As raízes das árvores não conseguem entrar fundo no solo, dando uma aparência ainda mais macabra à floresta que já possui uma má fama.


       O magnetismo causado pelo magma pode fazer bússolas pararem de funcionar, o que é um problema, pois o local ainda não foi totalmente explorado e por isso é muito fácil se perder. Ainda sim, a floresta possui muitas paisagens bonitas e é considerada um ponto de orgulho do Japão.


       Não se sabe exatamente o motivo que levou Aokigahara a ganhar sua fama macabra entre os suicidas, mas existem suspeitas fortes que se aproximam de uma possível verdade. 

        Em 1960, um escritor japonês chamado Seichou Matsumoto, lançou o trágico romance Kuroi Junkai, onde uma pessoa de coração partido foi em busca do “Mar de Árvores” (a forma como ele se referiu à Aokigahara) para dar um fim à própria vida. Depois de levar a história para a televisão, o número de mortes na floresta aumentou bruscamente.

    Existem também lendas que associam o início dos casos suicidas à morte de um monge que foi lá para se matar e outras lendas que associam as mortes a uma cultura macabra japonesa de deixar membros mais velhos de famílias pobres em lugares abandonados para que morressem sem causar mais prejuízos financeiros à família.

        O número de suicídios varia, mas já foram registradas as mortes de 100 pessoas em um ano por suicídio lá dentro. Normalmente, o número varia entre 50 a 100 por ano. 


       O Japão já é famoso por uma cultura de suicídios e isso não é mais novidade. Entretanto, existe um favoritismo por parte do método de tirar a própria vida entre aqueles que decidem fazer isso em Aokigahara.

       Além dos cadáveres, muitas vezes são encontrados objetos ritualísticos, manuais sobre o macabro procedimento e bilhetes de despedida. Inclusive, muitos corpos encontrados possuíam em seus bolsos o livro The Complete Suicide Manual, onde o autor (Wataru Tsurumi), descreve o local como “o lugar perfeito para morrer”. 

Capa do Manual
       Os métodos favoritos de suicídio incluem: Enforcamento e envenenamento por drogas.

       O local ainda conta com muitas placas e mensagens de encorajamento a não se suicidar e procurar ajuda, mas também possui placas macabras colocadas pelas próprias pessoas que ali vagam ponderando como vão se matar. 

       Expedições são feitas em Aokigahara todos os anos, desde 1970, para encontrar corpos de suicidas, principalmente pela desconhecida imensidão da floresta esconder cadáveres que não foram encontrados até hoje (e alguns até foram encontrados, mas com partes faltando). Nessas expedições, são encontradas diversas fitas e outros sinais que os indecisos deixam caso queiram voltar atrás e continuarem suas vidas. É normal que eles acampem por dias antes de praticarem o ato, tanto que encontrar uma tenda significa esperança para as autoridades, as forçando a insistir na busca por um possível sobrevivente. Essa situação já aconteceu até mesmo em um documentário sobre a floresta, de tão comum que é.



      Em Janeiro de 2018, a floresta ganhou uma atenção exagerada depois que um Youtuber famoso chamado Logan Paul invadiu uma área proibida para visitação e filmou um cadáver pendurado, postando o vídeo logo em seguida em seu canal. O vídeo ganhou repercussão e entrou em polêmica pela demora a ser removido e por claramente ser uma falta de respeito ao mostrar nitidamente o corpo de alguém desconhecido depois de um suicídio.

      O Youtuber se retratou, dizendo que queria ajudar a dar atenção ao problema que é o suicídio. Entretanto, Logan e sua equipe continuaram a filmar o cadáver depois que o encontraram, censurando apenas o rosto, mas não impedindo que qualquer outra parte pudesse ser vista. O que não ajudou muito é que o americano já possuía uma série de vídeos com comportamentos considerados desrespeitosos no Japão, entre eles a forma como tratou o policial que veio lhe avisar sobre ter entrado em área proibida de Aokigahara.

     Depois da polêmica, o Youtube se pronunciou sobre o conteúdo gráfico do vídeo, desejando condolências à família do rapaz e prometendo mais cautela com o que era postado na plataforma.


     Para finalizar nossa aventura sobre a floresta do suicídio, nada mais justo que trazer algumas curiosidades extras, não?

1 - A floresta é o segundo lugar no mundo onde mais ocorrem suicídios.


      Apesar do nome da floresta, o lugar em que ainda se ocorrem mais suicídios é a ponte Golden Gate, nos Estados unidos.

2 - Mesmo com tudo isso, muitas pessoas ainda vão à floresta para caminhar e fazer piqueniques.


     A floresta ainda é um local aberto ao público, bonito e bem visitado. As áreas proibidas costumam ser classificadas assim por causa do risco de encontrar cadáveres e de ser perder pelos motivos anteriormente citados.

3 - Muitas pessoas acreditam que a floresta seja assombrada.


   Também não é uma novidade o gosto dos japoneses pelo macabro e pelo oculto. Muitos sobreviventes da floresta já alegaram que ela “te tira da linha” até mesmo quando seu objetivo lá dentro é incerto e não necessariamente relacionado a suicídio. Por causa do magma interromper o contato magnético com qualquer aparelho, também é impossível que você consiga chamar “ajuda” por meios eletrônicos. É por isso que as fitas são usadas para lembrar os lugares que os visitantes já passaram, por ser uma forma prática e funcional de se localizar. Entretanto, muitos japoneses ainda atribuem essa “falta de comunicação por coincidência” a espíritos e outras criaturas.

4 - O filme “Floresta dos Suicidas” de 2013 foi baseado em Aokigahara.


5 -  É comum encontrar referências à floresta na cultura pop.

Haise Sasaki (Kaneki Ken) no anime Tokyo Ghoul:re
     Na série “Tokyo Ghoul”, a cafeteria Anteiku usa corpos da floresta de Aokigahara para alimentar ghouls e assim evitar o assassinato de humanos.

Primeiro volume do mangá “The Kurosagi Corpse Delivery Service”
     No mangá e anime “The Kurosagi Corpse Delivery Service”, os personagens principais descobrem seus poderes sobrenaturais após entrarem em contato com um projeto voluntário budista de encontrar e remover cadáveres daqueles que se mataram na floresta. O mangá possui 3 de seus 5 volumes traduzido para português e foi publicado pela editora CONRAD.

Entre esses exemplos, temos vários, mas achei mais pertinente trazer alguns relacionados à anime e mangá.




♡ Charlotte

13 comentários:

  1. Eiita nois, sou fã do macabro o basrante para ficar com vontade de visitar, mas não a ponto de conseguir ir durante a noite hahahah
    Muito interessante e criativo! Adorei as informações!!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita vontade de visitá-la. Uma caminhada ao anoitecer parece ser uma viagem atmosférica.

    ResponderExcluir
  3. Muita coisa eu já sabia, mas tem outras que não. Se for pra visitar, é pra admirar a beleza das árvores e tentar salvar algumas vidas.

    ResponderExcluir
  4. E o pacote ZC de viagens pra lá? Povo tá empolgado

    ResponderExcluir
  5. Ja conhecia a floresta e foi legal ler sobre mais a fundo, e não saia q pegavam corpos de la em Tokyo Goul kkk

    ResponderExcluir
  6. muito obrigada pelas informaçõese belo post!
    adorei a citação na cultura pop.

    ResponderExcluir
  7. Essa música da miku é ótima <3

    ResponderExcluir
  8. O site esta morrendo?? tentei baixar 2 jogos e o link esta off.

    ResponderExcluir
  9. Eu queria que existisse alguma lenda macabra no Brasil também :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo dar uma pesquisada no Edifício Joelma que faz um sucessinho no mundo, não é grande coisa como Aokigahara mas é bem legal.

      Excluir
  10. Acompanhava muito o site em 2013, fico feliz por ainda estarem ativos sz

    ResponderExcluir
  11. Eu sei que nada a ver do assunto do post mas tem vocês fazer uma lista do melhores jogos RPG Maker pq tô começando jogar agora e nao sei por onde começar quem pode ajudar amigo aki

    ResponderExcluir
  12. Eu não conheço muitos rpgs, mas um que eu joguei e gostei bastante é "OFF", esse eu recomendo

    ResponderExcluir