terça-feira, 16 de abril de 2019

A Menina do Outro Lado (Totsukuni no Shoujo)

"Há muitos e muitos anos... Havia dois deuses, o da Luz e o das Trevas..."


Bonjour ~ ♡

      Essa é minha primeira postagem (não sei se de muitas), então peguem leve com a sua devida tradutora aqui que passou no teste de redatora por curiosidade, haha. E essa postagem não será sobre RPG Maker, mas sobre um livro em formato de mangá que tem conquistado muitos fãs pelo seu aesthetic de terror e recentemente teve seu primeiro volume lançado no Brasil. Eu comprei e resolvi que seria um bom tema para abordar aqui (já que terror grotesco não é muito minha área e esse livro aborda as coisas de uma forma sombria e fofa ao mesmo tempo).

Espero que se divirtam.

"Em um país dividido entre pessoas normais e seres amaldiçoados, Shiva é uma menininha que foi acolhida por uma estranha criatura meio animal e meio humana. Sensei, como é chamado, não pode ser tocado e vive fora da cidade.
Afastado do convívio com os demais e ciente dos perigos e maldições que os rodeiam, Sensei alerta Shiva para que ela não saia sozinha. Porém, quando a menininha decide reencontrar sua tia desaparecida, regras são quebradas — e a vida que eles conheciam é colocada em risco."


     A Menina do Outro Lado é um conto de fadas japonês no estilo dark criado por Nagabe. O estilo da arte se assemelha com os de famosos mangakás focados em terror como os de Junji Ito. Atualmente, a obra possui 6 volumes lançados no Japão e apenas 1 volume lançado no Brasil pela editora DarkSide, onde foi traduzido diretamente do japonês para o português, de acordo com a própria editora.

      Apesar do estilo visual voltado para o terror, o conteúdo do livro se difere drasticamente das famosas obras japonesas, que costumam ter apelo para figuras perturbadoras e histórias que exploram o cotidiano da vida dos personagens ao mesmo tempo que os forçam para fora da zona de conforto usando situações-problema com criaturas deformadas. A Menina do Outro Lado nos apresenta uma história inicialmente terna e adorável entre uma garota inocente e uma criatura visualmente aterrorizante, mas que a trata com carinho e faz de tudo para agrada-la.

      Eventualmente, a história segue para uma trama mais séria, com várias características famosas de contos de fada, como maldições e criaturas fantásticas, enquanto aprofunda o relacionamento dos personagens principais sob a realidade que vivem. Ou seja, a obra não é recomendada para aqueles que procuram um Junji Ito da vida ou algum terror japonês, mas para os amantes da estética sombria anexada a diversos contextos diferentes. O estilo "mangá" do livro é um bom atrativo para aqueles que já estão acostumados com literatura japonesa.

      Existiam dois deuses, um da luz e um das trevas. O Deus da Luz espalhava a felicidade para todos. Porém, o  Deus das Trevas tomava-a para si e fazia maldades. Depois de se enfurecer com esse comportamento, o Deus da Luz resolveu castigar o das Trevas, lançando uma maldição que o fez perder tudo, desde sua aparência, até seus poderes. 



      Após castiga-lo, o  Deus da Luz o expulsou, criando uma muralha alta para separar as terras de ambos. Aqueles que eram amaldiçoados como o das trevas, eram chamados de "forasteiros". Aqueles que moravam dentro da muralha eram chamados de "morador de dentro". E essa foi a origem dos dois reinos.


      Shiva e Sensei vivem fora dos muros, mas o motivo de Sensei ser amaldiçoado, de Shiva estar lá fora e da maldição ser contagiosa por tato ainda permanece uma incógnita.

    
 Existem dois personagem principais na trama:


      Shiva é uma garotinha que foi acolhida pela criatura que ela mesma chama de Sensei. A pequena é inocente e boba, sempre disposta a encontrar maneiras de distrair os dois enquanto sobrevivem por vilas abandonadas e florestas escuras. Ela ansiosamente espera o dia que sua tia irá busca-la, e enquanto isso, faz companhia ao seu Sensei, pois ele a protege das maldições e perigos que rodeiam os lugares que passam. Ela adorava as tortas de maçã da tia e gosta de chá.







      Sensei é uma criatura humana e meio animal, que não possui boca, mas pode se comunicar do mesmo jeito. Ele alega que é amaldiçoado e que não pode tocar em Shiva, ou ela se tornará como ele. Um dia, encontrou a garota envolvida em um pano, com uma carta que dizia para que cuidassem dela, pois suspeitavam que a pequena era amaldiçoada mesmo sem ser. Sensei faz de tudo para manter Shiva segura e ao mesmo tempo não tocar nela, escondendo a verdade sobre o mundo que vivem da forma mais sutil possível. De acordo com ele, é muito pior ver a pequena infeliz que qualquer outra coisa. O livro insinua que ele tenha sido um médico no passado.








      Quem me conhece sabe o quanto eu detesto terror (apesar de ter lido um monte de obras do Junji Ito). Entretanto, assim que eu pus os olhos na capa desse livro, eu quis comprar imediatamente.

      Primeiro, todos lembram de Mahou Tsukai no Yome (mangá formidável, recomendo) quando entram em contato com esse livro pela primeira vez. Segundo, eu achei a arte perfeita para o tipo de história que queria apresentar. Terceiro... Eu absolutamente AMO contos de fada!

Capa Oficial
      E olha só, não me decepcionei! Quando sair o resto dos volumes pela DarkSide, com certeza vou comprar todos. A pré-venda veio com pôsteres e a tradução está ótima. O formato do livro está formidável e fiel ao original também.

      É impossível não se apaixonar pelo relacionamento que os personagens possuem. Eu achei que seriam apenas curtas sombrios sem uma história muito complexa, mas a forma como os "moradores de dentro" tratam os personagens principais te faz ficar curioso. Provavelmente, será uma das obras que discute se o monstro é mesmo "aquele que aparenta ser" ou "aquele que age de acordo". É um universo que abre muitas possibilidades. Infelizmente, o primeiro volume terminou em uma cena chocante, só para me deixar ansiosa propositalmente.

Link da imagem
Obrigada a todos que acompanharam meu post!



8 comentários:

  1. Só eu que achei um pouco parecido com lieat?;-;

    ResponderExcluir
  2. Ohhh um post da Lottie owo Ficou muito bom. E me interessei pelo livro também, talvez eu compre depois de ler a montanha que me esper--
    Mas parece ser interessante a relação das pessoas de cada lado, de fato. Eu gosto bastante desse tipo de conflito skdkdj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou o Yaka aliás lol
      Eu não lembro se tenho conta no blogspot? QQ

      Excluir
    2. Aaaah fico feliz que tenha gostado!
      Apesar de também ter uma pilha pra ler, a leitura dessa graphic novel foi fácil e rápida <3

      (Só é cara)

      Excluir
  3. Boa noite :)

    Essa grafic já está no meu coração antes msm de eu ler. Eu comprei ele no lançamento também (junto com A Pequena Sereia e o Mundo de das Ilusões- que inclusive leitura mtu agradável e feminista e A EDIÇÃO É MARAVILHOSA) e estou aguardando o fim das provas para devorá-lo ♡♡♡
    Adorei um post feito pela Lotte ♡ passou até a personalidade fofa dela ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, eu tinha visto bem antes de lançar na DarkSide e comprei correndo!

      Muito obrigada por gostar do post (e por me chamar de fofa <3) >w<

      Excluir
  4. O motivo pelo qual comecei a ler esse mangá foi puramente pq o nome da protagonista, Shiva, é o apelido do meu ursinho de pelúcia favorito hauahau
    Descobrindo ótimas obras por motivos bobos.
    Ótimo post, por sinal. Sei que estou atrasada em dizer isso, mas já estou ansiosa pelas traduções que virão <3

    ResponderExcluir