terça-feira, 10 de novembro de 2015

Atividade Paranormal Dimensão Fantasma: Vale a pena assistir?

"Atividade Paranormal, se torna normal?"




Então corpses, hoje eu vou falar sobre algo que influi muito no tema terror e que está na mídia há muito tempo: Filmes.

De fato, os filmes de terror atravessam décadas encontrando novas maneiras de nos chocar e nos assustar. Mas infelizmente nos últimos anos há poucas obras que acabam realmente por nos impressionar.

Por isso abro essa série para fazer a análise completa de filmes de terror da nova geração, e hoje trago a vocês "Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma".

ANTES DE LEREM, ALGUMAS INSTRUÇÕES:

- Se não querem saber da história mais elaborada, leiam a sinopse ao invés do resumo e pulem direto para "Impressões Técnicas".
-O resumo não spoila os grandes segredos do filme, porém você já vai saber como algumas coisas encaminham.
- A crítica é baseada em minha opinião como redatora e fã de terror.

SINOPSE:
"Ao se mudar para uma nova casa com sua família, Ryan Fleege (Chris J. Murray) encontra várias fitas de vídeo com conteúdo assustador no porão da residência. Procurando mais, ele descobre uma antiga câmera que é capaz de registrar coisas do além e sua família acaba perdendo completamente a paz."- Adoro Cinema.
RESUMO (com alguns pequenos spoilers):

A história começa com o maior clichê dos filmes de terror, uma perfeita família americana que se muda para uma casa nova. A residência é enorme e refinada. E para deixar o clima ainda mais próspero, a trama se passa em plena véspera de natal (tática perfeita para deixar qualquer criança com pesadelos neste fim de ano).



Nisso Ryan (protagonista), sua esposa e sua pequena filha Leila, recebem alguns membros da família para aproveitar as festividades. Até que no meio das caixas de enfeites natalinos é encontrado algo que não tinham colocado na mudança: Uma caixa velha contendo uma câmera e algumas fitas velhas (outro clichê do terror). Ryan e seu irmão, começam a vasculhar a tal câmera e descobrem que ela pode ver alguns rastros e concentrações de energia no ar.

Curiosos, os irmãos passam a ver as fitas (que são de vinte anos atrás) e nelas são apresentadas duas garotas que estavam sendo preparadas para algum tipo de ritual. Na mesma noite, Leila começa a conversar com um amigo imaginário que se denomina Toby.  E não demora muito para as coisas da casa começarem a mexer e tremer do nada.

A princípio, Ryan se mostra mais fascinado pelos ocorridos do que preocupado com a filha. Ao assistir mais das tais fitas, é descoberto que as gravações interagem com o presente (dando destaque a memorável e cômica cena onde o irmão de Ryan espirra e uma das meninas do vídeo diz "saúde") e após isso, a ligação de Leila e Toby vai ficando cada vez mais forte. Leila tem uma pequena possessão e começa a agir estranho, Toby faz a festa com alguns móveis e a família decide chamar um padre.

Assim como num "Disk exorcismo" na manhã seguinte o tal padre chega para ver a menina. Após um breve interrogatório com Leila, a menina (assim como um guaxinim selvagem) pula no pescoço do padre, que se retira logo em seguida prometendo voltar outro dia.

Ryan pesquisa e descobre que sua filha na verdade era parte de algo maior e com ajuda do padre que retorna (não esperava que fosse voltar) preparam um plano.

Luta final ....

E o filme acaba aí. Sério.

IMPRESSÕES TÉCNICAS:

A câmera

O que mais chama atenção nessa franquia é o foco de gravação e enquadramento. É original e inovador eles filmarem como se fosse um vídeo caseiro, mas confesso que na sala de cinema o 3d com a tela constantemente se movendo me fez ficar enjoada. Eu acho legal o efeito, mas eles extrapolaram fazendo isso toda a hora. As vezes em algumas cenas do filme, você não sabe pra onde olhar (geralmente nossos olhos caminham para aonde a câmera está se movendo) porque o foco da cena muda o tempo todo!


Mas também tinham as gravações de câmera noturna (que supostamente o Ryan colocou para vigiar) que davam um clima legal, mas não surpreendia muito.

O terror 

Sendo curta e grossa? Chato.

O filme deveria se chamar "Atividade Paranormal: A coletânea de jumpscares",pois esse é o único medo que esse filme pode te proporcionar. As cenas noturnas e gravações em terceira pessoa são uma eterna ameaça de que algo vai pular na tela, extremamente previsível e exagerado. Os sustos são barulhos altos demais com coisas grandes demais. É extremamente apelativo o jeito que eles querem que o público tenha medo. Sejamos sinceros, é fácil deixar alguém com medo simplesmente gritando no ouvido dela. O filme não traz atmosfera nenhuma, ou seja , você não sente a tensão de ninguém ali, só a sua.

Nota: Goosebumps assusta mais.

Computação gráfica

A primeira coisa que pensei foi "Nossa, que trash". Braços fantasmas feitos no Blender, efeitos especiais repetitivos, e vou te dizer: foi extremamente decepcionante ver o real caráter do fantasma. Foi quase o filme todo vendo algo abstrato assombrar todo mundo pra abrir uma expectativa enorme de " O que é isso?" para no final, o bicho se parecer com um dementador.

Eu me senti no filme "As aventuras de Sharkboy e Lavagirl" quando vi esse tal fantasma aparecendo
pela primeira vez, com um efeito 3d tosco da cabeça dele saindo da tela. Foi uma das únicas coisas que realmente considerei 3d, então não era mais fácil colocar uma legenda "Ponha os óculos
3d" pouco antes da cena? Pelo menos eles não iam ter o trabalho de colocar o efeito tão mediocremente no resto do filme. Mais uma vez, uma estratégia de marketing para chamar o público.

Trama e personagens

Bem superficial, na minha opinião.A história é bem genérica e mal contada, cheio dos 666 , bíblia satânica, seitas, rituais aleatórios e etc... Fazendo a trama ser contada correndo pra pular direto para mais sustos.
 Os personagens são bem simples e sem profundidade nenhuma. Ryan ,esposa e filha tem exatamente o mesmo peso na escala carisma,e na verdade o que os outros personagens estavam fazendo lá afinal?

Aqui vai o perfil dos personagens:

Ryan- O pai perfeito, metido a justiceiro querendo proteger a família.

Emily- A mãe bonita, magra, cristã, carinhosa, doce, gentil, que faz as compras,cozinha, brinca com a filha o dia inteiro e ainda tem disposição para fazer sexo com o marido á noite.

Leila- A garotinha amada e paparicada que nos cativa tanto quanto uma porta. E que na real, ninguém que está assistindo realmente liga se ela vai morrer ou não.

Mike- O alívio cômico do filme/ bigode grosso, que tem tempo para fazer piadinhas pré montadas até enquanto Belzebu está o perseguindo.

Skylar- Figurante loirísssima e peitudíssima que o filme descreve ser "amiga de Emily".

Nem vou comentar como o final do filme foi mal acabado, nossa. Final. Ridículo.

PONTOS POSITIVOS?


Positivos... Até tem. A atuação é boa, nada a reclamar. A cronologia é legal, a gente vai descobrindo as coisas pelas fitas e eventos passados. A dublagem brasileira... É legal?



É isso que consegui espremer desse filme, desculpe.

VALE A PENA ASSISTIR?

NÃO. A menos que você admita e assista esse filme como um trash. É um filme bobo, esteriotipado, não emociona, dá uns sustos e só. Jamais vai marcar alguém ou alguma coisa, é uma obra no meio de várias outras e se for valorizado por algo, vai ser pela franquia na qual ele veio. Ponto.

Espero que tenham gostado, podem trazer filmes nos comentários para a análise!

Eyree.


17 comentários:

  1. Nossa,realmente,a escrita ficou maravilhosa.Parabéns pelo trabalho s2
    Os filmes "Atividade Paranormal" são muito forçados,muito clichê,não assisto porque o máximo que sinto assistindo é sono,esse terror impossível e clichê é uma decadência enorme.
    Amo filmes de terror e tenho conhecimento de bastante deles,adivinhei o final de "A Entidade 2" gostei do filme,é legal a história,mas apelou pro previsível,comenta sobre por favor.
    Espero novos RPG's
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Num sei num cheguei a ve

    ResponderExcluir
  3. Que emoçao pela primeira vez fui o segundo a comenta *--*

    ResponderExcluir
  4. gostei bastante da postagem, obrigado por me poupar de assistir :v vc tem alguma dica de filme de terror (de preferencia terror psicologico) ?
    dica pra uma review : o misterio das duas irmas (the unvited)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Srta Lorena não sou a Eyree,mas gostaria de te recomendar o filme The Babadook,é um ótimo filme,com certeza você irá gostar. Anon:^o^

      Excluir
  5. Eu acho que atividade paranormal ja deu oque tinha que dar, respeito quem goste, mas eles enrolaram muito nessa franquia para um desfecho, acabou perdendo a graça pra mim.

    ResponderExcluir
  6. Ué desde quando precisa de algum profissional para dizer que "atividade para anormal" é um filme tão legal quanto a historia de sandy e junior

    ResponderExcluir
  7. Srta Eyree,se gostou deste tipo de filme chamado Found-Footage te recomendo Marble Hornets e The Visit são ótimos filmes. Anon:^o^

    ResponderExcluir
  8. oi...acho q é minha primeira vez comentando, ( ja acesso o blog há um bom tempo e amo) eu assisti um filme a pouco tempo chamado A Entidade e adorei... e eu gostaria de ler uma crítica....ah, parabéns pela postagem ta BEM legal.

    ResponderExcluir
  9. Os filmes de terror da atualidade realmente estão decepcionantes, nenhum desses novos estão me agradando e eu até hoje fico me perguntando como alguém sente medo de alguma coisa tão mal feita e idiota como esses filmes.
    Eu, sinceramente, desisto esperar um novo filme de terror BOM surgir.

    ResponderExcluir
  10. Sei q pode ser muito exigente e talz mas... só queria saber aproximadamente quando a tradução do the sandman iria sair '-'

    ResponderExcluir
  11. Yoo~~
    Well, não posso dizer muita coisa já que nunca assisti e tenho um medo enoooorme de qualquer coisa que seja de terror (apesar de jogar as traduções daqui, jogo morrendo de medo e não jogo os de jumpscare porque sou traumatizada com aquele link da exorcista x.x) mas leio os posts, gosto de ficar com medo, sei lá, é legal rçrçrçrçrç (só porque não tem jumpscare hjasiuh).
    Lembro de uma vez que eu, minha prima e umas amigas assistimos um filme de "terror", mas aquilo de terror não tinha nada. Nem lembro o nome do filme, mas era uma mãe que era louca e matava os filhos (?). Era só sangue, basicamente.
    Enfim, como sou muito lesada (levaria até os sustos mais previsíveis), acho que não assistiria esse filme mesmo se fosse muito bom (aí mesmo que não assistia, a não ser que fosse junto com alguém e essa pessoa estivesse disposta a dormir comigo a noite -q)
    A análise ficou muito boa ^^

    ~~chu

    ResponderExcluir
  12. Eryee seus posts andam sendo os que eu tenho o maior prazer de ler, desde a serie de jogos alternativos ><
    Parece que esse último filme de AP foi importante para os fãs da saga por preencher alguns buracos... mas eu q naum conheco direito a história dos filmes achei esse em especial fraco pra caramba, poxa, nem dava medo, susto ou um nojinho basico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu carinho! Continuarei com muitos posts pra você!

      Excluir
  13. AUSAUSH adorei a sinceridade! Esse eu não pago para ir no cinema, talvez veja aqui pela net mesmo, pq né ---' continuem postando, simplesmente amo o blog (um dos únicos que realmente acompanho) <3

    ResponderExcluir