segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Teorias: Yume Nikki #2
(+ entrevista com o criador)

Essa é para você que jogou Yume Nikki e não entendeu nada.



**ATENÇÃO, SPOILERS PESADOS ADIANTE**

Aqui quem fala é Eyree, primeiramente agradeço a todos que me deram boas vindas.

Hoje trago a vocês um jogo intrigante e absolutamente bizarro.

Quem jogou Yume Nikki, já sabe o quão depressivo e incômodo um jogo pode ser e também quantos pesadelos pode trazer.
Mas o quê esse jogo significa afinal? Porque após horas sofridas de gameplay ainda não se pode chegar a nenhuma solução conclusiva, e o final nos mostra menos ainda.
Mas por quê Madotsuki se suicidou?
Por ser um jogo sem nenhum diálogo e com amplos cenários a serem explorados, várias teorias vieram à tona. Madotsuki é uma transgênero? Madotsuki foi estuprada? Madotsuki matou seus amigos? Madotsuki está grávida?

Antes de irmos atrás das teorias tem algumas coisinhas que vocês precisam saber.

O quê é fato?

* Madotsuki é, sem sombra de dúvida, uma hikikomori.
"Hikikomori (引き篭り, lit. isolado em casa) é um termo de origem japonesa que designa um comportamento de extremo isolamento doméstico. Os hikikomori são pessoas geralmente jovens entre 15 a 39 anos que se retiram completamente da sociedade, evitando contato com outras pessoas." -Wikipédia.
* Yume Nikki só tem um final. (No qual ela se mata). E o outro final, que ela supostamente sai do quarto foi feito por fãs. 

* Ib não é um fangame de Yume Nikki, portanto, não façam ligações com os dois jogos.

TEORIAS~

I - Madotsuki é uma transgênero/hermafrodita/travesti.

Edição de imagem por ScissorBoy1995
Argumentos:

~ Há quem diga que Madotsuki é uma transgênero, uma travesti, e/ou uma hermafrodita pelo grande número de objetos e cenário no formato dos órgãos sexuais femininos e masculinos em todo o jogo. Isso mostra o fato de que ela tem os dois,que ela tenha trocado(ou queira trocar), ou que ela quer um dos dois.

~ Outro é pelo motivo de existirem vários armários simbolizando que ela quer sair do armário  tem dúvidas se quer se vestir de menino ou menina.

~ Também poderia ser o motivo de ela não querer sair de casa, a repressão da sociedade.

~ Outra pegada forte dessa teoria é o fato dos dois banheiros nos mundos do grafite e dos blocos, no qual Madotsuki pode entrar nos dois. Seria uma dúvida? Ou seria um fato?


~ E por último a sala secreta do mundo dos números, onde Madotsuki (equipada com a faca) corta algo que se parece com  uma vagina. Simbolizando talvez o ódio que ela tem por não ser garota, ou talvez simulando a cirurgia que fez para trocar de sexo, como uma incisão. E dentro dessa porta tem o quê? Um monstro gigante que mais parece um pênis.

II - Madotsuki foi estuprada.

Feito por おにび
Argumentos:

~ No mundo dos números (no qual pode ter uma ligação com o ambiente escolar) podemos encontrar uma sala vigiada por um NPC. Ao matá-lo com o efeito faca, a porta é liberada e pode-se entrar nela, revelando uma sala cheia de outros NPCs que impedem a passagem de Madotsuki a menos que ela mate alguns para passar.

E ao chegar no final da sala existe um objeto azul preso ao solo no qual há o desenho de duas esferas com uma enorme protuberância em relevo na ponta, parecendo um pênis, e com isso pode-se concluir que Madotsuki pode ter sido estuprada por vários garotos da escola numa sala vigiada.

~ Outro ponto é que Madotsuki ao explorar o mundo da floresta passa por vários monstros flutuantes que parecem ovários.

~ E não podemos esquecer da sala do shopping center onde está o efeito flauta, já reparou nos quadros da parede? Te lembra alguma coisa? Sim, sexo oral forçado.


IIIMadotsuki tem um caso com o professor de música.


Feito por ナノカ
Argumentos:

~ Na nave espacial branca que cai em Marte encontramos Seccom Masada-Sensei. Um homem pálido, estrábico e todo vestido de preto. Ele toca uma música  bem agradável  na sala de controle, passando um ar de serenidade e simpatia. Na nave há uma mesa com duas cadeiras, provavelmente para ele e para Madotsuki.

~ A nave é um local calmo, onde não existem NPCs (que talvez fossem garotas que implicassem com ela na escola).

~ Seu professor (que passou a servir como um refúgio) dispõe um tempo só para ela, sem preocupações, onde ela pode relaxar e contar seus problemas a vontade.


~ Então ao entrar na porta a direita na nave, dá para ver uma cama, onde Madotsuki pode dormir. Ao fazer isso vemos uma curta cutscene onde Madotsuki acorda assustada com uma sirene alta e luzes vermelhas piscando. Então a nave cai.

Feito por 鈴苑
(Link da imagem excluída)
~ Na nave podemos perceber uma grande metáfora:
*Uma nave indo para o espaço: Uma fuga da realidade, ou seja, o professor buscava algo que não era aprovado pela sociedade, talvez a atração por suas alunas lhe desse vontade de tentar algo mais. E Madotsuki era uma garota que corria para os braços de Masada sempre que sofria na escola, lhe proporcionando conforto. Assim os dois apenas por alguns momentos se isolavam num mundo só deles, onde podiam fugir da repressão das pessoas.
*A sala de controle com a mesa e as duas cadeiras: Masada achava que seu relacionamento com Madotsuki estava totalmente sob controle e que ninguém iria descobrir. E  apesar de Madotsuki não ver nada de errado nos encontros dos dois, prometeu não contar nada para ter sempre o seu querido professor a disposição.

*A cama de Sensei e a queda em Marte: As investidas de Masada dão certo, Madotsuki vai para cama com ele, essa teoria diz que após ter abusado dela, o professor percebe que foi longe demais e surta, como se fosse um grande alerta vermelho. A nave começa a cair, Masada já perdeu o controle a muito tempo, e o mundo perfeito e isolado começa a cair por terra, dando aquela impressão de "colocar os pés no chão"  ou "cair a ficha".


~ Logo após esses eventos, diz-se que o professor foge para não assumir a culpa, mas acaba se envolvendo num acidente de trem e morre, o que é mostrado num dos mundos ocultos de Yume Nikki (um trem quebrado e um monstro chorando ao lado representando a tristeza de Madotsuki) virando o rapaz morto no mundo da floresta.

~ No jogo, ao usar o efeito "gato" na sala de controle, Masada-sensei se aproxima lentamente, mas encostar nela não a machuca nem a transporta a lugar nenhum... Será um fetiche do professor?

IVMadotsuki sofria bullying na escola.

Feito por のり丸(ひじき)
Argumentos:

~ Pode-se dizer que esta é a teoria menos "viagem na maionese" e a mais simples de ser entendida, por ser obviamente algo que vemos em nosso cotidiano. Madotsuki não sai de casa, pois não é aceita pelos colegas da escola.

~ Pelos efeitos, é possível perceber muito claramente os sentimentos de Madotsuki perante toda essa exclusão, estes a seguir:


Cabelo longo: Simboliza o desejo de Madotsuki de poder soltar o cabelo, sem riam dela.
Cabelo loiro: O desejo de ficar bonita (estereótipo de beleza ocidental).
Cabelo de cocô:  Talvez um apelido que tenham dado a ela.
Gorda:  A preocupação dela com o corpo, no intuito de não dar motivos para os bullies.
Pequena:  Se sentia pequena perto de outras garotas.
Bruxa:  Teria uma relação com a sensação dela de ser estranha e incompreendida.

Feito por 3 8 6 q (Link da imagem excluída)
~ Conhecem  a Poniko não é? Pois é. Muitos ficaram de boca aberta ao verem o quê acontecia ao desligar e ligar várias vezes o interruptor...Sua bizarra metamorfose para Uboa, levou aos fãs a pensarem que Poniko era uma pessoa falsa, que caçoava de Madotsuki pelas costas. Prova-velmente Poniko fingia ser amiga de Madotsuki, por ser uma pessoa popular e querida pelos professores, portanto tratava-a bem, para não perder a simpatia pelos professores.

~ O fato de Poniko ser uma garota loira de olhos azuis, pode ser traduzido como uma metáfora de que Madotsuki achava ela uma pessoa muito mais bonita e legal que ela.

~ Poniko/Uboa vivem numa casinha num mundo cor de rosa com elementos alegres, como balões e chão de ladrilhos. simbolizando que Madotsuki achava que Poniko era uma garota feminina e que tinha uma vida perfeita. Mas isso pode ser um equívoco de nossa pequena protagonista, deixando a mostra o quão depressiva e inferior ela se sente.

~ Madotsuki se mata, pois nunca seria aceita no mundo.



VMadotsuki matou seus colegas.

Feito por La
Argumentos:


~ Os grandes fãs de Yume Nikki denominaram Monoko e Monoe como irmãs. E de fato, se parecem bastante. É muito difícil dizer qual é a relação das duas com Madotsuki, mas vou colocar aqui a que eu achei mais interessante.

~ Nesta teoria Monoko e Monoe são irmãs e colegas da Madotsuki, e após um grave acidente de carro Monoko, a mais nova, morre dolorosamente e tem seu cadáver estendido no chão na frente de Madotsuki, que fica apavorada. E as maiores provas disto no jogo são que o efeito "sinaleiro" faz com que Monoko entre num estado de histeria com muitas mãos sobressalentes saindo do corpo de forma sinistra.

~ Monoe, por sua vez, faz uma cara de desprezo e repulsa ao interagir com Madotsuki, provavelmente porque Monoe suspeita que foi Madotsuki quem matou sua querida irmã.
Feito por ふゆり (Link excluído)
~ Madotsuki não aguenta a pressão de ser culpada de algo que ela não fez, e acaba matando Monoe num momento de desespero, e após isso, ela se tranca em seu quarto, sonhando constantemente com pesadelos distorcidos até que se mata se jogando da sacada.

~ Os toriningen  podem ser a personificação da angústia de Madotsuki, tanto que, quando alcançam Madotsuki, a teletransporta para um lugar sem saída, ou seja quando ela tem que encarar a realidade.

~ Uma coisa interessante é que os fãs acabaram por dar personalidades para as duas. Dando a impressão que Monoe é a irmã mais velha, madura, protetora e de ímpeto forte. E Monoko é a mais nova, inocente, gentil e tímida.



Entrevista~
Agora para vocês uma pequena entrevista que traduzi, com o criador de Yume Nikki, Kikiyama.

ATENÇÃO: Isso é uma "suposta" entrevista. Não é possível saber se ela é mesmo verdadeira. Mas muitos blogs e sites que pesquisei, afirma que é sim, legítima. Agora acreditar ou não vai de vocês.

- Como único desenvolvedor de Yume Nikki. Primeiro de tudo, por que criou esse jogo?

Kikiyama: Sou muito fascinado pelos sonhos, e isso tem sido assim desde que eu era jovem. Levando em conta meu interesse ímpar pelos jogos, queria combinar os dois.

- Como você começou a elaborar a estrutura do jogo? Por que você escolheu que ele fosse focado somente em exploração, ao invés de ser conduzido por um enredo?

Kikiyama: Quando estava certo de que a base do jogo teria o ponto de partida na exploração dos sonhos,comecei a elaborar diversos desenhos de níveis e ideias. Minha meta foi a de criar ferramentas que fossem originais e ao mesmo tempo que cativassem o jogador. Desenhei alguns esboços inspirados em sonhos que tive através dos anos, mas fiz o possível para que o jogo não se focasse em minhas experiências subconscientes. A respeito do gameplay, decidi omitir uma storyline pois sinto que é limitante para o jogador.Quis que a experiência fosse o mais sem sentido e inacabada o possível. Na minha opinião, isso reflete a natureza dos sonhos, sem estrutura e sem final concreto.

- Que aspectos o jogo tinha inicialmente em relação a música, gráficos, personagens e assim por diante?

Kikiyama: Eu comecei a produzir esboços simples de algumas áreas, temas visuais, personagens,monstros etc. Desde ali fui capaz de reproduzir essas ideias em um estilo gráfico simples de um jogo de aventura 2D. Minha composições, em termos de soundtrack, só refletem os desenhos das áreas em cada nível do jogo. Me esforcei em criar peças musicais que combinariam e amplificariam os níveis do jogo.

- Quão difícil foi fazer com que todos os elementos do jogo funcionassem? Conectando áreas para passagens ocultas, permitindo ao jogador interagir com com objetos, personagens e cenários, dependendo dos itens / habilidades que possui... Foi uma tarefa muito complicada?

Kikiyama: Sim, ele exigiu um alto grau de atenção e cuidado, na verdade. No entanto, considerando o meu interesse por isso, eu estava determinado a fazer as coisas direito. Para que o jogador participe mais, tem que haver certo sentido, mesmo se tratando de um jogo sobre sonhos. Enquanto a trama não foi no que me foquei, eu estava empenhado mesmo na organização do jogo. Minha tarefa foi difícil, mas não impossível. 

- Como você administrou o seu tempo trabalhando em Yume Nikki? Certamente você deve ter tido um tempo difícil desenvolvendo um projeto como este.

Kikiyama: Bem, naturalmente eu tive que alternar entre as minhas prioridades de trabalho, a minha vida pessoal, outras distrações, e desenvolvimento de jogos. De qualquer maneira eu passo muito tempo dentro de casa e raramente saio. Pode se dizer que eu sou tão alheio quanto a minha personagem. Pelo menos até certo ponto.

- Queremos perguntar algumas coisas sobre a personagem principal do jogo, Madotsuki, e outras questões do jogo. Para começar, onde teve a inspiração para desenhá-la?

Kikiyama: Madotsuki é baseada em uma namorada que eu tinha alguns anos que era muito isolada e introvertida. Um ano ou dois depois que terminei com ela, eu soube que ela havia cometido suicídio. Embora eu já não me sentisse tão emocionalmente ligado a ela como eu era, isso me comoveu e eu a escolhi como base para construir a personagem principal de Yume Nikki. Suas tendências reclusivas se encaixam bem com um jogo onde se viaja nos sonhos.

- Existem outros personagens com base na sua família ou amigos na vida real? 

Kikiyama: A maioria não. O homem do piano em Marte foi baseado em um professor de piano que eu tinha na infância, mas todo o resto veio da minha imaginação. Com exceção de algumas coisas.

- Bem, existem algumas criaturas absolutamente estranhas em Yume Nikki. Você poderia nos contar um pouco sobre Uboa, o monstro voador no deserto branco, ou algum outro? 

Kikiyama: Claro, Uboa é a forma alternativa de uma menina que é vista pela primeira vez com a aparência normal. Eu não gosto de falar muito sobre isso, mas a garota que eu gostava no ensino médio a é a base desse personagem, ou melhor, desses personagens. Esta menina costumava me tratar bem quando conversávamos, mas depois eu soube que ela tinha um profundo desprezo por mim, sabendo que eu gostava dela. Ela era de um grupo um pouco promíscuo e sentiu que eu não era digno dela, eu acho. Em essência, você poderia dizer que Uboa  é seu lado verdadeiro. O monstro voador no deserto branco era apenas uma ideia que me ocorreu, e foi tão inútil quando eu pensei, que só queria que ele aparecesse em circunstâncias estranhas. Quanto aos outros monstros, você deve ser um pouco mais específico.

- Bem, o que você pode nos dizer sobre o estranho monstro da escada, ou a imagem mostrada na porta após ele? E sobre o Toriningen, especificamente aqueles no deserto? E  todas as outras criaturas espalhadas pelos mundos de sonhos? 

Kikiyama: O monstro das escadas, e a maioria dos personagens perturbadores do jogo eram apenas ideias, e alguns foram baseados em pesadelos que tive. Os Toriningen, no entanto, representam algumas das pessoas que eu conhecia na minha infância, muitos deles me desprezavam e me excluíam. Geralmente eu não era bem-vindo em grupos sociais dentro e fora da escola, e minha incapacidade de se relacionar com outras pessoas me inspirou a criar Toriningen.


- Então você poderia dizer que esta exclusão vinda das pessoas, ajudou a criar esse sentimento... isolado do jogo? 

Kikiyama
:
Sim, sem dúvida. 

- Por que você decidiu não incluir qualquer diálogo em Yume Nikki? 

Kikiyama: Eu não quero ser muito explícito no meu método de expressão. Eu gosto de deixar espaço para interpretação. O diálogo em alguns elementos do jogo provavelmente fariam os eventos muito óbvios ou pouco ambíguos, o que desprenderia o jogo ao tema dos sonhos. Quando você sonha, as coisas não são feitas ou explicadas, deve-se interpretar você mesmo, o quê, obviamente, pode ou não ser "certo" ou "errado". Não há respostas "certas" em sonhos.

- Você esteve muito escondido da comunidade de jogos ao longo dos anos, sem expressar opiniões pessoais, ou mesmo oferecendo aos jogadores outras ideias. Por quê? 

Kikiyama: Honestamente, eu sou uma pessoa muito reservada, e eu prefiro ser discreto sobre o que dizer e quando dizer. Ponto importante: o jogo já diz tudo por mim. 

- Ultimamente, você já tem tido planos para continuar ou expandir o projeto de Yume Nikki? 

Kikiyama: Sim, estou experimentando novas adições ao jogo e tentando jogar com outras ideias, vendo o que funciona e o que não funciona. Pode levar alguns anos para estar pronto e a próxima versão ser publicada. 

- Muito obrigado por ter tempo para responder às nossas perguntas e desejo-lhe sorte para os seus projetos futuros. 

Kikiyama: Obrigado.


Então gente... Desculpe a demora absurda pra postar... Vocês não sabem, mas eu sou desenhista e passei os últimos tempos preparando minha entrada para um concurso valendo um contrato com uma editora. Passei muito tempo preparando os roteiros e meu portfólio, então realmente não consegui postar, mas agora vou tentar tornar os meus posts mais frequentes ok?

Não desistam de mim! Eu ainda vou conseguir manter um contato bem bacana com vocês! Capa por Hattori (Junoct 2000 - Link excluído).

Eyree.

43 comentários:

  1. 1° a comentar #SKYBOY

    ResponderExcluir
  2. Ótimo post!!! -segunda a comentar uwu
    Esclareceu tudo. -qq

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Que bom que respondi suas perguntas :)

      Excluir
  3. Pelo que eu entendi a 4 teoria bate um pouco com a vida de Kikiyama mesmo nunca ter jogado com yume nikki sempre procuro saber historia de Rpg Makes -Terceiro a comentar :D-
    XLeon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por ler :D ! O importante é que você entendeu a história!

      Excluir
  4. "Logo após esses eventos, diz-se que o professor foge para não assumir a culpa, mas acaba se envolvendo num acidente de trem e morre" Isso me lembra um filme chamado "3069 dias em Cativeiro", onde narra uma história sobre uma menina que foi sequestrada por um homem. Ele demorou 2 anos (eu acho) para montar um esconderijo para ela, onde ela moraria. (e assim não seria descoberto pela polícia). Ele ficou com ela por 3069 dias, maltratando ela, dando pouco de comer, chegou até a estuprá-la. Ela ficou anoréxica, pálida, não sabia o que fazer. Após um deslize do homem, ela pôde fugir e chamar a polícia. Como ele não queria assumir, ele se pôs no meio de um trilho de trem e se matou.
    Lembra um pouco, não? Bem, é isso. Desejo sorte a você no concurso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver esse filme :)
      Muito obrigada XD

      Excluir
    2. Esse filme foi baseado no livro "3096 dias" que revela a trágica e emocionante história da Natascha Kampusch. É uma pena que casos assim continuam a acontecer, mas tomam sua devida importância no mundo, como em Yume Nikki, por exemplo. Mas se a mentalidade dos humanos não mudar, não será facilmente que seu grito por esperança o fará mudar :/
      Não podemos apagar esse tipo de problema da vida das pessoas que sofreram com ele, mas podemos selecionar melhor as histórias que queremos contar.

      Excluir
  5. A pessoa que postou o super comentário, poste aqui de novo porquê eu não li!

    ResponderExcluir
  6. Isso não tem nada haver com a postagem, mas vocês poderiam achar algum tempo para traduzir o OneShot , eu queria muito jogar só que não entendo nada de ingles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um outro Blog aí, já traduziu OneShot.

      Excluir
    2. http://indiehorrorrpg.blogspot.com.br/2014/09/oneshot.html

      Aqui está o link da versão do jogo em espanhol, espero que já ajude um pouco, enquanto não traduzimos para português!

      Excluir
  7. Esse joguinho é perturbador, e não tem um pingo de morte nem de sustos, mas pra mim é o mais "tenso".E eu sabia de algumas teorias, acreditei em algumas e depois que li a entrevista, aquilo são sonhos, não significam coisa alguma, quando soube da namorada dele fiquei com dó, depois da menina que rejeitou ele achei bem feito, primeiro porque se ela o rejeitou ele era.... Estranho e feio
    Ta parei, excelente post Eryee e que tipo de desenho???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se interessou pelo post! Sobre o concurso, era pra fazer um pequeno roteiro com algumas páginas finalizadas, parece pouco, mas é muito complicado xD

      Excluir
  8. Yume Nikki é o jogo que eu menos gosto, eu só consegui achar um ou dois efeitos e depois parei de jogar. Mas as teorias, cosplays e desenhos são tão <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você, o jogo é realmente cansativo, mas se você pesquisar a fundo pode descobrir coisas fantásticas!

      Excluir
  9. Cara, me beija! É difícil achar alguém que realmente gosta de Yume Nikki. A "história" do jogo é tão perfeita e detalhada que acaba nem menos existindo. E a melhor parte de Yume Nikki é você poder contar o que aconteceu com a Madotsuki com as próprias palavras, sem precisar se preocupar com coisas que são contadas no jogo, já que nada é contado lá.
    Eu nunca tinha visto a teoria que ela tinha um caso com o Masada-Sensei, mas olhando por esse lado, até que faz sentido. Eu já tinha até pensando que o Sensei teria abusado dela pelo fato dela dormir na cama dele e depois acordar com a nave caindo, porém, era um pouco difícil de ajustar os fatos.
    Já tinha até juntado a teoria do Estupro na sala vigiada com isso do Masada-Sensei, só que é tudo tão calmo na nave que eu acho quase impossível...
    O universo de Yume Nikki é extremamente lindo, eu não consigo parar de pensar, serio.
    E claro, uma das minhas teorias é de que: A Madotsuki e a Poniko são irmãs e ambas foram estupradas por algum membro da família. E é por isso que podemos entrar no quarto dela, seria algo como uma memoria ou a imaginação, pensando que a Poniko estaria sofrendo do mesmo jeito que ela no outro quarto.
    Não sei se faz muito sentido falado assim, entretanto, eu adoro essa teoria *u*
    Você fez meu dia cara! Me sinto melhor agora que tenho minha dose diaria de Yume Nikki >< (Não sei se consegui postar o comentário, desculpe se postei duas vezes ;-;)

    ResponderExcluir
  10. Pela entrevista dá pra ver que o autor possui uma base muito boa. Digo, o que ele fez foi realmente arte. Agora, as teorias são bem interessantes, mas não dá pra saber. Minha preferida foi a do professor. @.@

    Ótimo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas... Mas o professor mal tem historia

      Excluir
    2. Pelo contrário! O jogo dá varias pistas sobre a história do professor. É só prestar um pouquinho mais de atenção que dá pra tirar muitas informações interessantes!

      Excluir
  11. Acho que as respostas na entrevista sobre a base da Madotsuki e da Uboa esclarecem a maioria das teorias.

    ResponderExcluir
  12. Essas teorias me fez pensar muito sobre oque há lá fora, sobre a depressão presente na vida das pessoas, onde a loucura leva e muitas outras coisas. No fundo eu só acho que Madotsuki representa Kikiyama em vários ângulos (e talvez até um pouco de você e de mim), porque Madotsuki simplesmente não saiu pela porta do quarto? Se eu estivesse no lugar dela, eu nunca sairia do quarto, talvez eu simplesmente... pularia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É! Realmente esse jogo nos faz muito oque pensar. A realidade mórbida do jogo nos faz refletir sobre o sentido da vida e ter sonhos esquisitos por pelo menos uma semana :)

      Excluir
  13. Eu não consegui terminar de jogar Yume Nikki. Peguei uns dez efeitos e parei. O jogo me deixava muito perturbada (jogar a noite não colaborava lol), realmente me incomodava a arte, os monstros. Depois de ler essa entrevista entendi o porque, eu sou parecida com o criador, e como ele usou as experiências dele como base acho que é normal muita gente ficar incomodada com o jogo. Depois que li as teorias cheguei a ter um ou dois pesadelos com o jogo. Yume Nikki é muito sinistro. Acho que nunca vou terminar de jogar, mas adoro o jogo. Mesmo sem uma história e diálogos você ainda consegue ficar com medo do jogo, imaginar tanta coisa, é incrível o trabalho do cara. Como a Mei Nori disse ali em cima "A "história" do jogo é tão perfeita e detalhada que acaba nem menos existindo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo foi a mesma coisa, foi muito difícil para mim jogar esse jogo, as cores e a música depressiva fazem minha cabeça doer, e eu tinha sempre que parar por uns minutos para descansar a cabeça xD! Mas eu tive que pesquisar pra fazer esse post, então acabei por decorar o jogo de trás para frente!

      Excluir
  14. Gosto de interpretar que Madotsuki na verdade já morreu, só que ela não consegue acreditar nisso e cria um mundo espiritual onde ela vê coisas distorcidas pela própria mente, coisas que ela já viu ou já passou quando ainda estava viva. Eu admiro muito o trabalho do Kikiyama, ele é um gênio! Todos nós somos (ou temos) uma Madotsuki na vida real, até o próprio criador teve a sua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, no fundo todos nós temos uma personalidade escondida, mas é bom não reprimi-la para no final não acontecer a mesma coisa com Madotsuki :P

      Excluir
  15. O Do masada sensei,as luzes piscando pode significar tbm a Sirene da Policia que de alguma forma descobriram.

    ResponderExcluir
  16. esse post tirou minhas duvidas sobre yume nikki(pelo menos algumas)

    ResponderExcluir
  17. Ya, Eyree.

    Belo post, adoro Yume Nikki (que conheço a anos, mas só joguei -e zerei- "hoje", por motivos que eu mesmo não entendo direito). Eu já tinha lido essas teorias, só que em inglês, foi bom poder relê-las(?) em português (visto que meu inglês esta longe de ser perfeito), mesmo que minha natureza me faça negar algumas delas com toda minha alma. Observando pela "suposta entrevista", a Teoria do Bullying ganha bem mais força considerando a exclusão do "Kikiyama" na infância, dentre outros aspectos...

    Bem, devido ao horário, não vou prolongar ainda mais esse comentário (eu até diria "talvez algum dia eu apareça para continuar isso.", mas como o Fantasma que só aparece ocasionalmente que eu sou, não vou prometer nada '^^)

    Oyasumi.

    ResponderExcluir
  18. Yume nikki, eu sempre vi personagem dese jogo mais nunca,joguei,sabe deve ser bem legal

    ResponderExcluir
  19. Yume Nikki é o melhor com certeza (︶ω︶) E com essa notícia de que vai ter atualização to feliz agora. Não sei se isso importa mas quando você usa o efeito da faca perto do Kyuukyuu-kun ele esfrega o corrimão mais rápido e quando se usa o efeito de gato ele esfrega mais lento XD Anyways tem a Kamakurako (a menina que fica dormindo dentro do iglu) que ninguem fala dela sendo que pra mim é como se ela fosse que nem a Mado mas ela fica presa e por isso ela não acorda. Se eu me lembro no manga a Mado chega a ficar presa (já faz um tempinho que eu li)

    ResponderExcluir
  20. acredito mais nas hipóteses dela ser transsexual ou ter sido estrupada.

    ResponderExcluir
  21. Será que só eu que não gostei da ideia da Madotsuki se suicidar?
    Tipo...Cara,tadinha ;//^//;
    Pelas teorias e pelo próprio jogo ela sofria e ninguém ajudava,mas...poxa,eu gostava dela ;///;
    E ela não merecia esse final tão rápido(e triste) ;//^//;

    ResponderExcluir
  22. Acho que só Freud poderia explicar de fato o que esse "sonho" significa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Genial!!! kkk seria interessante se algum especialista espiritual ou psicologo fizesse uma análise e postasse na internet!

      Excluir
  23. Não sei se estou certo em pensar assim, mas levo a história do Mangá de Yume Nikki como se fosse a "correta"... mas sei lá, né...

    ResponderExcluir
  24. Tem um vídeo que vi, não é so o professor, mas vários outros personagens se aproximam, fazem caretas ou expressões maliciosas quando Madotsuki usa o efeito Gato

    ResponderExcluir
  25. Tem um vídeo que vi, não é so o professor, mas vários outros personagens se aproximam, fazem caretas ou expressões maliciosas quando Madotsuki usa o efeito Gato

    ResponderExcluir