terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Stitched

 "Todos nós buscamos felicidade.
Mas a vida pode ser cruel."


Olá corpses.

Atraente e misterioso, Stitched é um jogo que alguns podem acreditar ter uma premissa comum, por causa da preferência por um visual com bonecas assustadoras e o típico cenário onde a protagonista acorda em um local desconhecido sem se recordar de nada. Porém, com toda a certeza, seu desenvolvimento ocorre de uma maneira extremamente inesperada. Elementos de terror misturados com a temática de bonecas transformam-se em uma combinação perfeita que causa curiosidade e arrepios nos jogadores...

                                                                                                                                           
Stitched é um jogo terror com a presença de alguns jumpscares e recheado de puzzles feito no RPG Maker VX pela equipe Fufflex Studios. Com uma jogatina de mais de duas horas de duração, publicado no dia 30 de outubro desse ano, e está disponível na Steam pelo preço de 16,59 reais. Apenas disponível no idioma em inglês. Possuindo apenas dois finais (Final Alternativo e Final Verdadeiro).

                                                                                                                                          






⟪ Outros personagens aparecerão conforme o desenvolvimento do enredo.
Porém, no momento, encontram-se como uma maneira de spoiler. ⟫ 



O jogo possui diversas mecânicas interessantes. Como citado na 'Descrição', Catherine possui uma barra, no canto superior da tela, para representar o quanto a garota está assustada e, quando esta chega ao final, ela morre. Representando, basicamente, uma barra de estamina para nossa personagem. A redução desta pode ser causada apenas pelo fato de pisar em poças de sangue espalhadas pelo mapa, ataques de inimigos e algumas cenas ilustradas que aparecem de repente. Aliás, as poças de sangue tornam-se os obstáculos mais irritantes da jogatina, porém não necessariamente são um fator que estrague Stitched, apenas deixando o jogador frustrado por causa da sua grande vastidão nos cenários, e podendo até mesmo atrapalhar em seu avanço conforme se explora.

Além da barra de vida, possuímos também as pílulas que podemos coletar conforme formos explorando o mapa, ou também quando realizamos alguns puzzles. Cada pílula possui uma função específica, como é o caso da Pílula de Estabilidade, que diminui a quantidade de medo que a personagem está sentindo, evitando assim um game over; ou também a Pílula da Velocidade que obviamente permite com que Catherine mova-se em uma velocidade maior, com uso indicado principalmente durante perseguições. As cápsulas podem ser acessadas com diferentes teclas do computador: Pílula da Velocidade, por exemplo, pode ser utilizada com a tecla W. Ademais, quando selecionamos o menu podemos notar que no canto superior esquerdo deste, temos uma parte que indica nosso objetivo em determinada localidade, e toda a vez que este é renovado o próprio jogo indica ao jogador.

Existem outras mecânicas, também bem mais simples, porém que não podem ser abordadas aqui com sua devida amplitude porque envolvem outros personagens e pontos importantes/avançados da trama que por simplesmente serem mencionados seriam um tanto quanto "estraga prazeres" para quem está realmente interessado no jogo.








A história é realmente um dos aspectos que o grupo pecou bastante na hora de ilustrar. É basicamente como se um cozinheiro tivesse os ingredientes e materiais necessários para fazer um bolo perfeito, mas entregasse algo sem sabor. Em todo o momento de jogatina eu gostava do que estava vendo, mas ao mesmo tempo sentia como se tivesse algo mais pudesse ser feito para melhor expor seu mundo. O jogo possui a estrutura correta para chamar e agradar o jogador, porém não foi explorada de maneira que se tornasse um trabalho mais firme. Também houve uma ausência de diálogos realmente importantes que descrevessem mais sobre o enredo e não centrassem totalmente na protagonista, ou não existir tantas folhas espalhadas que apenas descrevessem sobre alguém que não participa do jogo, como é o caso dos funcionários. Não acredito que sejam todas desnecessárias, no entanto faltou um pouco de foco por parte dos programadores.

Ainda que eu critique bastante com relação a essa característica, eu também admirei o trabalho que eles realizaram: conseguiram transformar uma base comum e repetitiva em algo exclusivamente único e é exatamente isto que eu gosto bastante em qualquer coisa em que me interesso (além de coisas inovadoras, é claro). Acredito que os poucos personagens que aparecem apresentam moldes bem humanos e são demonstrados com suas diversas facetas, diversos sentimentos realmente demonstrando-se seres humanos com seus erros e suas tragédias. Eu senti que poderiam ter investido mais nos personagens secundários, basicamente suas histórias, já que eles mostram de uma delas só que de maneira rápida e que deixa no espectador uma sensação de 'quero mais'.

E não poderia deixar de citar o terror mostrado em Stitched. A atmosfera aterrorizante do jogo é basicamente composta por jumpscares perfeitamente executados e perseguições, seguindo o padrão básico de qualquer esquema que opte pelo terror. Ainda assim, eu volto a repetir que eles poderiam ter exagerado mais no aspecto macabro, que aparece muitas vezes representados por artworks extremamente bem feitas e chamativas. Além disso, a finalização foi espetacular. Inesperado é o que define ambos finais e, principalmente porque durante a jogatina o jogador não consegue prevê-lo, apenas especular sobre.







Agora para a principal peça de Stitched: os puzzles. Esse atributo estará presente em todo o jogo e mesmo assim não se torna irritante nem entediante, possuindo sempre uma nova maneira de transformar-se em algo ainda mais criativo que o anterior apresentado. Nem todos são complicados e muitos são mais para entreter o jogador, e aqueles que demoram mais tempo ajudam a própria pessoa  por relacionarem-se bastante com a questão de lógica, exigindo da capacidade mental de quem está os jogando. E um fato muito importante destes é que toda vez que o jogador encontra uma pista na hora de inserir um código, ele coloca automaticamente as pistas na tela sem necessidade de ficar consultando várias vezes. A obra igualmente gosta de apresentar muitos puzzles que envolvem cores: junção de cores, associação de cores com números, entre outros exemplos.

Os gráficos dispensam apresentações com suas características chamativas e macabras. Stitched propõe uma ideia de mistura entre o macabro e fofo por causa principalmente da temática de bonecas; ademais dos traços de antiguidade impregnados em todos os aspectos dos gráficos, como é o caso do cenário e até na fonte utilizada para os diálogos. O preto e branco utilizados também trouxeram esse detalhe como uma pintura antiga ou um antigo jornal. Os objetos mostrados no mapa foram executados de maneira correta e as cores utilizadas tanto no cenário como nos personagens foram uma perfeita de escolha, para aumentar a antiguidade utilizando cores mais desbotadas e cores claras com um maior destaque. Os efeitos sonoros são simplesmente fantásticos. O jogo possui muitas frases dubladas com extrema qualidade, que são um toque a mais na trama toda. A sonoridade é boa, porém é mais destacável mais em momentos tristes, em perseguições ou em momentos de fala.




➥Nota: Estou ciente que algumas das palavras estão sem acento ou sem "ç". No entanto, não são erros ortográficos e sim uma questão da fonte que eu utilizei para realizá-las. Já que a fonte das letras é parecida com as máquinas de escrever antigas, não possui cedilha ou acentos. 




Ao meu ver, as mecânicas são uns dos fatores que mais cativam durante a jogatina. Inovando com todas as maneiras de incrementar um "quê" a mais para quem está tentando finalizar Stitched. Originais comparadas com o todos os jogos do estilo que estive jogando ultimamente, são definitivamente um ponto positivo. Há muitas qualidades que são apresentadas em Stitched, porém em minha concepção ficariam ainda melhores se as utilizassem um pouco mais.


Embora eu tenha criticado bastante a obra, eu realmente admirei o trabalho que eles realizaram e faço estes comentários pois acredito que esta tinha um potencial maior que poderia ser alcançado. Mas a coisa que achei um tanto quanto exagerado foi o preço do jogo. Eu não diria que é totalmente inadmissível, ainda assim acredito que poderia ser um pouco menos para ser um preço mais acessível para aqueles que estão interessados em jogar. Meu veredito final sobre Stitched é que sim é um ótimo jogo, porém necessita de alguns ajustes.

Todas as imagens foram retiradas do jogo.



"Sim querida, alcance seu potencial. Em breve, você será toda minha!
???"



~Rina 

20 comentários:

  1. Não,vou jogar infelizmente,mas nossa aguçou a curiosidade,ao ver o homem,ou seja lá o que for aquilo enforcado.."Detectado uma pessoa com tendência a gostar de gore"..cof cof..Acho que nunca conmentei?É bem provável,mas já estou,passando por esse bloque,a mais de um ano..cof cof,fã fantasma..Bem,realmente,o preço,é meio caro.Mas isso é algo que eu acho ruim na Steam,eles sempre vende a preços altos demais,bem,você acabou de aguçar a minha curiosidade as 3hrs e alguns trocados de minutos.(Se não for 4)
    De qualquer forma,foi uma boa postagem!
    -Sawako.

    ResponderExcluir
  2. Uma fã fantasma comentando pela primeira vez na minha postagem? Que honra~ Eu também adoro um bom gore! Recomendaria você assistir uma gameplay do jogo se está tão curiosa. Normalmente, eu faço muito isso por causa da minha tendência a me apaixonar por jogos pagos mesmo não tendo muito dinheiro. Muito obrigada por seu comentário, Sawako.

    ~Rina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe,pode deixar,é um gore sempre é bom,é acho que todos fazemos,nos apaixonamos,justo pelos jogos pagos,e que normalmente não podemos pagar hahaha,que isso rsrs
      -Sawako

      Excluir
    2. Se for pela falta do jogo e os arquivos dele,eu tenho caso queiram.
      -Sawako.

      Excluir
  3. Parece ser legal, antes do ano acabar tem que rolar mais uma tradução finalizada em

    ResponderExcluir
  4. Olá, acompanho o blog há mas só vim comentar hj ( preguiça é triste hehe ) . Bom , o motivo disso foi que eu descobri algo bem bad : A Mei saiu do Zero Corpse , que pena . Aí eu vi a live de vocês que recrutavam e vcs disseram que não tinham tempo por causa da faculdade massssssss como eu estou no fundamental eu tenho TEMPO DE SOBRA pra ajudar de alguma forma . Para eu virar um membro daqui eu tenho que esperar até o proximo recrutamento ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Porque tivemos um recentemente, então só ano que vem. Mas isso dá tempo de dar uma treinada!

      ~Rina

      Excluir
    2. No final ou inicio do ano ?

      Excluir
    3. Normalmente, tem em no intervalo entre fevereiro e março, e outro mais pro fim do ano.

      ~Rina

      Excluir
  5. Não achei caro o preço do jogo, mas acho que poderia ser mais baixo por não ser um jogo realmente longo. Pretendo comprá-lo futuramente graças a essa review maravilhosa, recheada de detalhes sem ao soltar um spoiler sequer. Quando vi o jogo na steam não fiquei muito tentada a comprá-lo, mas agora eu tenho certeza disso, até porque eu amo jogos de terror, principalmente quando se tem bonecas no meio. Muito obrigada mesmo :) <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Fico feliz! :3 Imagina! Eu que lhe agradeço.

      ~Rina

      Excluir
  6. Ah, se fosse gratuito quem sabe eu jogasse, mas o que eu mais gosto em um jogo é a história, o universo e seus personagens, além de que detesto puzzle, então eu provavelmente não gostaria,mas de qualquer jeito é um ótimo blog!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha sendo sincera Sofia o jogo não é mesmo muito indicado pra quem procura só história. Mas leia o restante do blog quem sabe não acha o que procura!

      ~Rina

      Excluir
  7. Atiçou minha curiosidade... quem sabe eu jogue futuramente, mas antes tenho que zerar fran bow, e não gosto de começar um jogo sem terminar outro. Tee-hee >//<

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Parando para pensar realmente lembra um pouco Fran Bow.

      ~Rina

      Excluir
  9. esse jogo e bem legal ate mais quria mais insanidade como nas perseguiçoes de: The Witchs House e Akemi Tan

    ResponderExcluir
  10. Nice article! A new remastered version of Stitched was released recently with new ending, puzzles, and more. Check it out: https://store.steampowered.com/app/727340/Stitched/

    ResponderExcluir