sexta-feira, 13 de março de 2015

Horror Time: Casos Reais Não Resolvidos
~Especial Sexta-Feira 13~

Uma postagem de sexta-feira 13 um pouco diferente.



Bem-vindo a mais um Horror Time. Desta vez não estaremos em um mundo de lendas e fantasias, mas sim de fatos reais e sem soluções claras sobre eles. Os mistérios que verão a seguir realmente aconteceram e até hoje não foram esclarecidos completamente.

Todos os mistérios foram publicados e relatados em jornais, apresentaremos as informações mais seguras achadas. Por favor, sentem-se e relaxem.


 Ourang Medan

O primeiro mistério é sobre um navio. O caso dele é um dos mais conhecidos casos de... "Navio Fantasma".



Em uma noite de fevereiro de 1948, muitas embarcações receberam um pedido de socorro por código morsa. O código em si não pode ser decifrado por completo, mas obtiveram a seguinte mensagem:

"Pedimos o auxílio de qualquer embarcação próxima. Todos os oficiais inclusive o capitão estão mortos, caídos na sala de mapas e na ponte. Provavelmente toda a tripulação está morta."

Depois dessa mensagem foram enviados mais algumas coisas, porém nada fora entendido exceto "eu" e "morrer".

Silver Star foi o navio que recebeu a mensagem e foi imediatamente socorrer a tripulação do Ourang Medan. Quando chegaram próximos ao navio, tentaram fazer contato por sinais, inclusive luminosos, mas não houve resposta. Assim que a tripulação do Silver Star subiu a bordo do Ourang Medan, presenciaram algo não muito agradável.

As pessoas do navio Ourang Medan, sem exceção, estavam mortas. E o que chamou a atenção era que os cadáveres estavam de boca aberta, olhos arregalados demonstrando terror iminente. Alguns estavam com o braço estendido como se estivessem apontando para algo quando morreram.


O capitão do Silver Star decidiu rebocar o navio, não poderia deixá-lo lá, as mortes não tinham uma explicação exata. No entanto, houve uma forte explosão no compartimento de cargas do Ourang Medan.

A tripulação do Silver Star teve que se retirar do navio em chamas. Não podendo fazer nada, o navio Ourang Medan afundou consumido em chamas.


Como o navio afundou em chamas, não sabemos o que houve de verdade. Ainda assim existem teorias e pesquisas sobre.

Há quem disse que o navio foi invadido por piratas, no entanto não havia nenhum sinal de agressão nos cadáveres, por isso a teoria foi derrubada.

Uma explicação mais lógica é que o navio carregava produtos químicos como cianeto de potássio (KCN) e nitroglicerina (C3H5N3O9) que, entrando em contato com a água do mar, liberou um gás tóxico que matou a tripulação e com a movimentação no navio, aconteceu a explosão.


Outra coisa sobre o navio é que não há dados concretos de sua existência. Conforme dados da Guarda Costeira dos Estados Unidos, não há quaisquer informações da existência do navio. Pesquisas foram feitas em vários países, incluindo a Holanda e  não foi encontrado nenhuma embarcação com esse nome ou uma informação sobre o destino. Há quem diga que esse foi um nome falso, porque o navio estaria em missão secreta.

Independendo da teoria, nada explica os cadáveres aterrorizados e apontando a algo.

Muitos especulam que foi algo além de químico ou humano, uma força maior...


 A Casa Que Sangra

Era uma casa muito engraçada, nela tinha sangue... Ou melhor, sangrava.


7 de Setembro de 1987 era um dia normal para o casal Minnie e William Winston, porém logo depois da meia-noite, no dia seguinte, Minnie fora tomar banho e reparou que no chão havia marcas de sangue. Espantada pelo o que viu, ela acorda o seu marido falando que havia uma coisa vermelha saindo do chão e que era para ele dar uma olhada.

Prestando mais atenção e procurando, o casal descobriu que havia mais lugares com esse fluído na parede do banheiro, na cozinha, sala, quarto, corredores, até mesmo em lugares inalcançáveis no porão e embaixo da televisão. Eles moravam nesta casa construída por eles fazia 22 anos e não tinham nenhum animal de estimação, então eles chamaram a polícia.

Quando os detetives estavam lá, esperavam ser sangue de animal, no entanto era sangue humano. E o casal também afirmou que haviam ativado o alarme quando foram dormir. Então, depois descobriram que a grande quantidade de sangue era do tipo O e o casal tinha sangue do tipo A.

O casal não gostou da fama que a mídia trazia que a casa havia sangrado. No entanto, um repórter teve acesso a casa e achou locais com sangue na casa, porém não havia nenhum sinal de onde o sangue vinha ou sinal algum de crime. Inclusive a investigação desistiu do caso porque não havia nenhum tipo de explicação.


 Elisa Lam

Um caso bem recente, no entanto, muito inexplicável de morte... E muito pouco foi dito.


Este caso começou no início de 2013 quando a canadense de 21 anos, Elisa Lam foi dada como desaparecida. E depois de duas semanas foi encontrada morta na caixa d'água do hotel onde se hospedava. A polícia deu o caso encerrado como afogamento.

No entanto, o caso não é tão simples. No Cecil Hotel, o acesso às caixas d'águas é trancado e as tampas delas são pesadas, dificultando para uma pessoa sozinha simplesmente abri-las e se afogar nelas. Para tirar o corpo dela de lá foi até difícil porque tiveram que cortar parte do reservatório d'água.

Os hóspedes do hotel reparavam que a água estava estranha e com pouca pressão. A coloração da água não parecia muito pura e a pressão nos chuveiros e nas pias estavam meio fraca. Depois de muitas reclamações, um funcionário do hotel foi mandado para verificar o que estava errado.


O caso parece estranho, no entanto ele só vai ficar cada vez mais intrigante e estranho.

Uma gravação. Ao verificar o sistema de segurança do hotel, foi encontrado o último registro visual da vítima antes de sua morte. Bem, o vídeo não ajudou a resolveu em nada o que aconteceu com a canadense e sim algo ainda muito mais misterioso veio a tona.

Poupando as palavras, veja o vídeo por você mesmo e tire suas conclusões.



A partir desse vídeo bizarro antes de sua morte, os internautas foram desenvolvendo muitas teorias sobre o caso. Dentre elas são várias, ocultismo, uma maldição, conspirações, etc.

Analisando a situação, o corpo da canadense foi encontrado nu, sem sinais de trauma ou intoxicação por drogas. Há quem diga que foram transtornos bipolares, já que ela sofria de depressão e afins. Algumas pessoas encontraram a seguinte mensagem em seu blog:


Traduzindo seria algo mais ou menos assim:

"Depressão é uma merda.

Eu tenho controle zero sobre as minhas emoções. Ficarei brava por dois minutos e triste de novo. Ficarei feliz por meia hora e depois emotiva novamente.

Até agora tudo o que fiz foi ficar deitada na minha cama e assistir episódio de Chopped.

Estou só esperando que isso passar."

Ainda foram encontradas outras evidências em seu blog que comprova que ela sofre transtornos a anos.


Agora entra as teorias de possessão, se olhar o vídeo e o histórico do Hotel, você percebe que não é a primeira vez que o hotel passou por situações "estranhas" anteriormente. Espíritos, forças além de nossa compressão pode ter feito algo com a nossa, vítima, porém não é nesse ponto que vamos parar.

Em busca de explicações mais racionais e mais céticas, há quem diz ser um assassinato que deu completamente certo. Um plano perfeito... bem, ou quase isso. Um usuário no Youtube descobriu que o vídeo foi editado, uma parte dele foi cortada, por exemplo.


A explicação lógica. Uma teoria diz que ela estava sendo perseguida por... pessoas. Ao assistir ao vídeo, você percebe que ela tenta se esconder do que parece ser alguém. A forma de que ela age pode ser algum tipo de remédio que tenha feito que parte do seu corpo tenha ficado paralisado e isso explica o estranho movimento de mãos que ela faz e a forma dela agir.

Como o vídeo foi cortado e editado, revela que a pessoa que editou o vídeo estava escondendo algo. Logo, se concluí que a pessoa tinha planejado o crime direito. Mudanças nas câmeras de segurança aponta que pode haver uma corrupção. Alguém do serviço de segurança por ter dado uma forcinha.

A questão de que o cadáver não demonstrar sinais de uso de drogas pode ser explicada pelo o corpo ter passado duas semanas na água. Ou também o tipo de remédio usado possa não bater com o exame que procurava drogas. Tudo pode estar ligado.


Outro assunto intrigante é a grande semelhança com um filme lançado anos antes. O filme de 2002 chamado Dark Water, ou Água Negra em português. No filme, a história se passa em um hotel assombrado onde uma mãe e uma filha se mudam e descobrem que uma mulher morreu afogada no tanque que ficava no último andar o hotel.


Casos não resolvidos e perdidos no tempo. Este foi o fim do nosso pequeno especial de sexta-feira 13. Acha que tudo há solução? Milagres existem para uns, para outros não, no entanto essas coisas podem ser consideradas milagres? O quanto há neste mundo sem respostas.

Até uma próxima vez.

26 comentários:

  1. Ja tinha visto um dos dois então fiquei curioso pelo Post"Navio fantasma" obrigado pelo post Mei-sama
    XLeon

    ResponderExcluir
  2. Curioso o caso da Elisa Lam
    ♥♥♥♥♥Amei o post é muito interessantes♥♥♥♥♥
    ♥♥♥Amo vc Mei, obrigada por trazer mais post e espero por mais jogos :) ♥♥♥

    ResponderExcluir
  3. Zero Corpse olhe se não estão podendo postar, faça um teste para Postadores ou sei lá... O que não pode é um blog parado.

    ResponderExcluir
  4. Finalmente uma postagem Tia Mei *u* Gente, que bizarro esse caso da Elisa Lam õ--o Outra coisa a do navio, gente, que coisa horrível ><
    Esperando mais traduções, Tia Mei :33

    ResponderExcluir
  5. Fiquei com medo do caso da Elisa :'^)

    ResponderExcluir
  6. Coitada da Elisa :v
    Demorou para postar '-' .
    Qual a próxima tradução ou o próximo post ?

    ResponderExcluir
  7. Realmente esse da Elisa é realmente aterrorizante (Pelo menos eu achei)
    Espero mais traduções *u*

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Em relação ao caso da garota, na parte do corte, talvez tenham cortado algo que ''as pessoas não deveriam saber'', retirado pelo governo ou até pelo próprio hotel pois poderia afastar os clientes. Mas, o que seria tão ''perturbador'' além do próprio vídeo editado que faria que alguém retirasse isso e escondesse a verdade? O mundo jamais irá saber... Pelo menos a maior parte dele... Acho eu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo mais tambem ja pousei naquele hotel não sabia disso por isso pessoas ficam com medo de ir no elevador

      Excluir
  10. Esse da casa que sangra, teve um epi. semelhante no Brasil. Mas o interessante, é que era a dona da casa, que espalhava o sangue e não sabiia '-' ela tinha um tipo de doença, que fazia jorras pequenas porçoes do sangue dela. Medonho

    ResponderExcluir
  11. Wow... São casos bem interessantes, eu diria, foi bem bacana pegar um tempo para dar uma lida, o que achei mais tenso, ao contrario do resto, foi o do navio(não que o da Elisa também não seja tenso), o post ficou uma delicia!


    You See!~

    ResponderExcluir
  12. Mds q medo q deu ;-;
    Zero Corpse, parabens pelo blog, mto bom ;3

    ResponderExcluir
  13. Impressionante... - Spidernot

    ResponderExcluir
  14. Horror Time <3 adorei o post

    ResponderExcluir
  15. Mei faz a traduçao da Dreaming Mary quero jogar em pt pois sou um 0 na traduçao pfv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no blog Bad 4pple já existe uma tradução que acho que seja não oficial

      Excluir
  16. Meeei traduz Kanousei please :3 <3

    ResponderExcluir
  17. Ai ai q lindo!! essas coisas são muito legais, nos faz pensar que talvez seremos os próximos, nunca dá pra ter certeza de nada e o afinal, como essas coisas vieram a acontecer...

    ResponderExcluir
  18. arrepiei legal com o do navia

    ResponderExcluir
  19. A casa tava naqueles dias .. /piadafail

    ResponderExcluir
  20. Havia lido uma outra coisa que buga a mente das pessoas com o caso da elisa lam, em uma região próxima, alguns dias depois tiveram uma epidemia de tuberculose, e o nome do procedimento usado nisso era lam-elisa

    ResponderExcluir
  21. Imagina que loco beber água, tomar banho, lavar a louça com água que tem uma pessoa morta dentro.

    ResponderExcluir